PUBLICIDADE
Topo

Colby Covington critica Jorge Masvidal mesmo durante "trégua na ATT"

Ag. Fight

25/03/2020 14h16

Nos primeiros dias após a determinação do fim das ofensas entre companheiros do American Top Team, Dan Lambert, líder do time, poderia imaginar que haveria uma trégua entre seus comandados. Talvez ele também esperasse que Colby Covington, a razão para a nova medida, não estaria envolvido em mais uma alfinetada em outro lutador. No entanto, nessa quarta-feira (25), foi divulgada uma nova fala ofensiva do atleta contra outro membro da equipe. Dessa vez, o criticado foi Jorge Masvidal, com quem, há um tempo, ele já não tem uma relação amena.

O meio-médio (77 kg), no último podcast do site 'MMA Fighting', deixou claro que duvida da postura de Masvidal, assim como nos seus supostos próximos passos. Apesar de a entrevista ter sido gravada anteriormente à decisão de Lambert, isso garante mais uma faísca dentro da 'ATT'. Enquanto isso, o outro americano declarou por sua vez, nessa terça, que Covington "não é lutador".

"Ele (Masvidal) não quer lutar contra Marty Fakenewsman (Kamaru Usman). Ele não quer lutar com ninguém que tenha wrestling melhor do que o dele porque ele não sabe wrestling. Tudo que ele consegue fazer é, com sorte, conseguir acertar algum pombo sem asa, conseguir nocautes, atingir algo quase impossível e ficar um pouco mais famoso com isso".

Enquanto que o lutador acusa Masvidal de se supervalorizar e fugir da disputa pelo cinturão, Covington aguarda sua revanche contra o atual campeão Kamaru Usman. Em dezembro do último ano, o americano tentou tomar o título do rival, mas foi nocauteado pelo nigeriano no quinto e último assalto do confronto.

"Tudo sobre o Jorge é publicidade", criticou. "Não vamos esquecer que o cara tem dois dígitos no número de derrotas, ele tem quase 15 derrotas em seu histórico. Não vamos esquecer que o cara é um lutador meio a meio nos últimos quatro ou cinco anos quando você olhar para o histórico dele. Não vamos esquecer que o cara não enfrentou ninguém do top 5",

"Isso que é triste sobre o esporte hoje, tudo que você tem que fazer é conseguir um ou dois nocautes. Então, você consegue a fama e as pessoas acham que você é um batedor mundial. Isso não é realista", destacou Colby.

Além disso, Covington ainda compartilhou uma hipótese na entrevista. Para ele, Masvidal, em vez de desafiar Usman, tem o interesse de enfrentar o ex-campeão do UFC Conor McGregor, mas com um objetivo por trás.

"Ele (Masvidal) quer a luta com o Conor e pensa que ele merece o dinheiro do Conor. Ele não merece o dinheiro do Conor e ele não é um lutador do nível do Conor. Ele precisa superar isso", contou, completando sobre o suposto medo de Masvidal de enfrentar o campeão de sua categoria. "Ele tem que sentar e deixar os garotos grandes brincarem no topo da montanha e esse sou contra Marty Fakenewsman: segundo round"

Os dois meio-médios não se enfrentaram no UFC, mas acumulam número similar de vitórias na organização. Desde 2013, Masvidal reúne 12 triunfos e um cinturão BFM (Filho da P*** Mais Durão), enquanto Covington, que entrou para o Ultimate quase dez meses depois, reúne dez resultados positivos.

Esporte