PUBLICIDADE
Topo

Frango, família e música com os amigos: como é a vida de Dani Alves no SPFC

O jogador do São Paulo, Daniel Alves, no bloco Good Crazy - BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
O jogador do São Paulo, Daniel Alves, no bloco Good Crazy Imagem: BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
do UOL

João Henrique Marques, José Eduardo Martins e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

28/02/2020 04h00

Daniel Alves deixou as críticas para trás neste início de temporada. Nas primeiras rodadas do Campeonato Paulista, o camisa 10 se destacou e surpreendeu como artilheiro do São Paulo, com quatro gols. O rendimento acima da média tem uma ligação estreita com a boa adaptação do astro ao Brasil. Apesar de ter sofrido um susto com o roubo do seu carro, ele está feliz com a nova rotina no país.

Segundo apurou o UOL Esporte, desde que foi contratado pelo Tricolor paulista, em agosto de 2019, ele se esforçou para ficar à vontade o mais rápido possível. Por isso, Daniel Alves se cercou de pessoas de sua confiança. Até mesmo a cozinheira que trabalhou para ele em Barcelona, Turim e Paris foi contratada.

Ainda no campo da alimentação, o São Paulo também tem feito o possível para ajudá-lo neste processo. O clube, por exemplo, aumentou a quantidade de frango e peixe servidos nas refeições — afinal, o artilheiro e o lateral direito Juanfran se acostumaram a comer menos carne vermelha quando atuavam no futebol europeu.

O jogador comprou uma casa em Alphaville, na Grande São Paulo. Lá, ele tem o conforto à disposição, pode desfrutar da companhia dos filhos e da visita de familiares e amigos — algo que não era tão simples de acontecer com tanta frequência na Europa.

Até mesmo a música, paixão de Daniel Alves, não fica esquecida nas horas vagas. O jogador passou o Réveillon com o amigo e cantor Seu Jorge. No Carnaval, reeditou a parceria no bloco Good Crazy, na capital paulista.

O jogador também é apaixonado por animais e natureza. Por isso, dentro dessa adaptação ao Brasil, ele já conta com um cachorro como animal de estimação.

Apesar de aproveitar os momentos de folga, o camisa 10 é um dos mais dedicados no dia a dia de trabalho no São Paulo. A vitalidade do jogador, de 36 anos, é bastante elogiada por colegas, comissão técnica e integrantes do departamento de futebol.

O único porém fica por conta da distância da namorada, Joana Sanz. A modelo tem carreira internacional e consegue visitar o companheiro em algumas oportunidades durante o ano.

Agora, no domingo, ele inicia uma maratona no Tricolor. O camisa 10 vai enfrentar a Ponte Preta, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. Já na quinta, faz a sua estreia na Copa Libertadores, em duelo com o Binacional, no Peru.

Esporte