PUBLICIDADE
Topo

Morre torcedor do Fla agredido por torcedores do Peñarol no ano passado

Torcedores do Peñarol foram detidos após assaltarem e agredirem rubro-negros - Silvia Ribeiro/UOL
Torcedores do Peñarol foram detidos após assaltarem e agredirem rubro-negros Imagem: Silvia Ribeiro/UOL
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

19/02/2020 13h26

Roberto Vieira de Almeida, de 54 anos, torcedor do Flamengo agredido por torcedores do Peñarol (URU), morreu no começo da noite de ontem (18). Ele estava internado desde abril do ano passado, quando foi vítima de agressões durante uma confusão em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. A informação foi publicada, inicialmente, pelo site do "Globo Esporte" e confirmada pelo UOL Esporte.

Flamengo e Peñarol se enfrentaram pela primeira fase da Libertadores do ano passado. Horas antes do duelo, que aconteceu no Maracanã, houve uma briga generalizada entre uruguaios e rubro-negros. Roberto, que era do Espírito Santo e organizava excursões para jogos de futebol, tentou apartar a briga, quando recebeu um golpe na cabeça com um cadeira e já caiu desmaiado.

Ele foi levado para o Hospital Municipal Miguel Couto, que fica no Leblon, também na Zona Sul do Rio, com traumatismo craniano, e entrou em coma. Alguns meses depois, Roberto chegou a acordar, se alimentar e reconhecer alguns familiares, mas sem expectativa de alta.

Reprodução Facebook
Imagem: Reprodução Facebook

Em outubro, houve uma tentativa de transferência para o Espírito Santo, mas as condições físicas em que se encontravam Roberto e algumas necessidades, como um leito de UTI garantido em um hospital da capital Vitória, impediram que a ideia fosse à frente.

Na ocasião da briga, alguns torcedores uruguaios foram detidos e liberados posteriormente. Porém, Gianfranco Steffano, Dennis Oscar Viega Gonzalez e Fernando Segundo Carreño Tucce seguiram presos e responderam pelo crime de lesão corporal com risco de morte. No dia 11 de junho, eles tiveram a prisão preventiva substituída por medidas cautelares.

Nas redes sociais, o Flamengo lamentou a morte de Roberto e repudiou atos de violência entre torcedores de times adversários.

"O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente a morte do torcedor Roberto Vieira de Almeida, de 54 anos, que nos deixou na madrugada desta quarta-feira. Muita força aos familiares e amigos neste momento tão difícil. O clube repudia qualquer tipo de violência, da qual Roberto foi vítima há cerca de um ano, no Rio de Janeiro, antes da partida contra o Peñarol, pela Taça Libertadores".

Resposta da Secretaria Municipal de Saúde ao UOL Esporte:

"Roberto Vieira de Almeida faleceu ontem (18/02/2020), às 18h, no Hospital Municipal Miguel Couto".

Esporte