PUBLICIDADE
Topo

Herbert Burns comemora repercussão de vitória e planeja lutar no UFC São Paulo

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

28/01/2020 09h00

No último sábado (25), Herbert Burns estreou no Ultimate em grande estilo. Ainda no primeiro round, o brasileiro nocauteou Nate Landwehr com uma linda joelhada e deu seu cartão de visitas no UFC Raleigh. Com o sentimento de dever cumprido por ter passado bem pelo seu debute na organização e a felicidade por seu nocaute ter 'viralizado' nas redes sociais, o brasileiro pretende voltar em breve ao octógono e já traçou sua próxima meta.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o peso-pena (66 kg) se mostrou bem surpreso com a repercussão que sua vitória gerou. De acordo com ele, diversos programas mostraram a sua joelhada e, por isso, destacou que teve o prazer de viver uma sensação diferente em sua carreira. Porém, garantiu que não vai se deslumbrar com esse triunfo.

"Foi difícil chegar. Tem gente que não tem noção. Menosprezavam minha trocação, mas eu estava treinando muito. Claro que tive meus altos e baixos, mas fiz grandes atuações em outros eventos. Não senti pressão nenhuma no UFC. A mídia que acaba dando mais valor. Viralizou a minha joelhada. Já tinha feito isso no ONE, mas nunca passou em vários lugares assim. Agora vou curtir esse momento, mas sem relaxar. É manter a humildade, a postura e estar preparado para o próximo desafio, que será mais complicado", disse.

Sem passar por grandes dificuldades e nem ter ferimentos sérios em sua estreia, Herbert admitiu que já está pronto para voltar a lutar. O brasileiro vê com boa possibilidade estar no UFC São Paulo, que está especulado para acontecer na capital paulista, em maio. Segundo o atleta, essa será sua chance de ter algo quase inédito na carreira.

"Acredito que sim (esteja pronto). Lutar nesse UFC é algo que quero muito. Só lutei uma vez no Brasil. Eu sempre luto com a torcida contra, agora quero uma a favor (risos). Ainda mais um UFC numerado. Seria um excelente desafio, ainda mais se vier um cara bom que me dê uma levantada na categoria", explicou, antes de adiantar quais lutadores da categoria que estariam no seu radar para esse possível compromisso.

"Têm uns cara que não são ranqueados que gostaria de lutar, mas algo que faça sentido também. Acabei de chegar, não vou pedir o campeão (risos). Tem o Chase Hooper, que estreou finalizando, o Ryan Hall que também é um grappler, fala que é o melhor da divisão. Não faltam nomes. Tem Darren Elkins também. Não tenho exigência nenhuma. Se eles gostarem de algum nome desses eu aceito na hora", completou.

Herbert pode dizer que teve uma estreia como poucos no Ultimate: vitória, nocaute no primeiro round e também o 'Bônus da Noite'. Pelo triunfo sobre Landwehr, o peso pena levou para casa 50 mil dólares (cerca de R$ 209 mil). Para o lutador, essa quantia veio em boa hora, principalmente para estabilizar sua família nos Estados Unidos.

"Estava apertado financeiramente. Veio numa hora muito boa. Dá para acertar as contas que estavam bem apertadas. Vou colocar minha filha numa escola melhor, agilizar o green card. Ainda não vou comprar um Camaro (risos). Mas vou usar para me colocar em uma situação financeira mais tranquila", completou o irmão de Gilbert 'Durinho'.

Herbert Burns fez sua estreia no MMA em 2012 e agora possui dez triunfos e duas derrotas na carreira. O brasileiro conseguiu um contrato com o Ultimate em 2019 após finalizar Darrick Minner na terceira temporada do programa 'Contender Series'.

Esporte