PUBLICIDADE
Topo

Agente justifica como Yoel Romero conseguiu mais uma disputa de cinturão no UFC

Ag. Fight

22/01/2020 10h55

Apesar de duas derrotas em sequência, Yoel Romero conseguiu a chance para disputar novamente o cinturão dos médios (84 kg) do Ultimate, dessa vez contra o campeão Israel Adesanya, no dia 7 de março, na luta principal do UFC 248. Mas por que um atleta que não está somando triunfos pode lutar pelo título? Essa pergunta foi respondida pelo agente do cubano, Abraham Kawa, que deu sua visão de como foi fechada essa disputa.

Em entrevista ao site 'MMA Junkie', o empresário vê essa luta como um sucesso comercial. Segundo ele, Adesanya sabe o nome que Romero tem dentro do Ultimate e não se importou por ele estar em má fase. No UFC desde 2013, o cubano já teve vitórias sobre ex-campeões da franquia, como Lyoto Machida, Chris Weidman e Luke Rockhold.

"Isso ainda é entretenimento, então esse é um negócio onde os lutadores mais emocionantes sempre serão colocados nas maiores plataformas, para poder lutar pelos maiores prêmios. Se você não é empolgante, é meio difícil colocá-lo em uma posição para crescer e estar lá. Não tirando nada de (Paulo) Costa, ele aparentemente tem uma lesão no bíceps. É lamentável para ele. Mas a situação infeliz de uma pessoa é a situação feliz de outra pessoa", disse, antes de valorizar a postura do atual campeão da categoria que sempre pediu por esse confronto.

"Se você está olhando pelos olhos de Adesanya, ele tem sido muito sincero e honesto quando disse: 'Esse é o bicho-papão, é o topo da divisão, é o cara que eu quero lutar'. Acredito que Adesanya em seu coração acredita que (Romero) venceu Costa, ele venceu Rob (Whittaker) possivelmente uma vez, talvez duas vezes, dependendo de como você o vê. Então, ele poderia estar defendendo seu título algumas vezes agora. Então, eu gosto do fato de ele ter feito isso, Adesanya disse: 'É o cara que eu quero ir atrás'. Vamos fazer isso", completou.

Invicto na carreira após 18 compromissos, Israel Adesanya não luta desde outubro de 2019, quando nocauteou Robert Whittaker. Na ocasião, o nigeriano unificou os cinturões da categoria dos médios. Já Yoel Romero, que já disputou o título da divisão em 2017 e foi derrotado por Robert Whittaker, não vive seu melhor momento. O cubano acumula duas derrotas seguidas, sendo a última delas para Paulo 'Borrachinha', em agosto de 2019.

Esporte