PUBLICIDADE
Topo

Mario vê renovações adiantadas e põe Libertadores como meta do Flu em 2020

do UOL

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

13/12/2019 17h42

Mario Bittencourt concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (13) no CT Carlos José Castilho para fazer um balanço dos primeiros 180 dias de sua gestão no Fluminense. Após uma apresentação de números e objetivos já alcançados pela gestão nesses seis meses, o presidente falou sobre diversos assuntos, com foco, claro, no futebol.

Sobre o Mercado da Bola, o mandatário adiantou a "barca" que vai zarpar do clube e revelou a compra do zagueiro Nino. A meta do Tricolor para o Campeonato Brasileiro de 2020 é estar na zona da Libertadores, para voltar à competição internacional em 2021.

"Vamos manter uma folha semelhante do que temos hoje. Talvez façamos um reajuste de 20 a 25% para disputar as competições de mata-mata no ano com possibilidades de vencer. A Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil, se dermos uma reforçada no time, conseguimos disputá-las com grande chance de vencer. É uma obstinação minha. O Brasileiro também, Estadual idem. Com a diferença de valores do futebol brasileiro, disputar o topo do Brasileiro de pontos corridos é muito difícil. Nossa ideia é voltar à Libertadores, isso foi conversado com o Odair, é uma meta nossa. Ganhar a Sul-Americana e voltar à Libertadores. A nossa meta de 2020 é essa e, por isso, trouxemos um treinador que saindo de um Série B com o Inter conseguiu se classificar para a Libertadores", opinou.

Bittencourt também afirmou que as renovações de Gilberto e Yuri estão adiantadas. O Tricolor fez proposta à Fiorentina - os direitos do lateral estão fixados em 3,5 milhões de euros - e ao Santos para ter os dois jogadores em definitivo no Flu a partir de 2020. Além da dupla, Digão também foi procurado. O clube aguarda definição da situação do capitão com o Cruzeiro.

"Fizemos proposta à Fiorentina para o Gilberto. Os italianos estão inclinados a aceitar, para que ele se vincule ao clube e fique aqui. É jovem, tem possibilidade de venda futura. Queremos ter ele aqui conosco. Também fizemos proposta para o Santos para adquirir o Yuri em definitivo. Temos conversas adiantadas já nesse sentido e agora aguardamos uma posição do clube paulista", disse Mario.

Outros dois jogadores com propostas em mãos para seguir no Fluminense são Allan e Caio Henrique. A dupla está valorizada após se destacar em 2019 e pertence, respectivamente, a Liverpool e Atlético de Madrid, o que dificulta um pouco os casos.

"Fizemos propostas salariais para os dois e encaminhamos notificações para Liverpool e Atlético de Madrid perguntando o que precisamos para fazer para chegar a um acordo. Ambos os jogadores manifestaram interesse em continuar no clube. Eles manifestaram desejo de seguir e eu quero muito que eles fiquem. Mas depende dos times europeus", afirmou.

Atletas como Pablo Dyego e Wellington Nem seguem com situações indefinidas. Ambos interessam ao clube, mas têm vínculo se encerrando no fim do mês. O Flu terá reunião com os empresários dos jogadores para negociar. Pablo pertence ao Tricolor e é considerado um caso "mais fácil". Já Nem é mais complicado, já que possui contrato com o Shakhtar Donetsk (UCR) e precisaria ser reemprestado. Alguns jogadores já sabem que estão fora dos planos para 2020: Agenor, Airton, Brenner, Ewandro e Guilherme não ficam no Fluminense em 2020.

O novo técnico Odair Hellmann foi exaltado pelo presidente Mario Bittencourt, que revelou detalhes da negociação e uma mensagem de Carlos Alberto Parreira. Ele comandou o novo treinador em sua época de jogador, no Fluminense, e deu ótimas referências.

"O Odair era um nome que tínhamos no radar, treinador da nova geração. Ninguém fica um ano e 10 meses num clube com o Internacional, que também tem seus problemas, com os resultados que teve. Tivemos com ele na terça, fizemos uma longa reunião em Teresópolis. Eu e Paulo Angioni estivemos lá e a conversa durou três, quatro horas. Foi uma espécie de uma entrevista. Ele queria entender o projeto do clube e nós o que ele poderia trazer para o Fluminense. Recebi um Whatsapp hoje (sexta) de manhã do Parreira me parabenizando pela contratação do Odair, falando do caráter e da capacidade profissional dele. Tenho certeza que fizemos uma excelente escolha", declarou.

Odair participará do planejamento e já indicou nomes que gostaria de ter em 2020, como o atacante Everaldo, da Chapecoense, além de analisar casos individuais do atual elenco.

"Odair entendeu a situação do clube, está vindo dentro do patamar que podemos pagar de treinador e ontem (quinta) os nossos profissionais de scout já subiram para a Granja para fazer uma primeira reunião de atletas que temos, que vão sair e planejamento para 2020. O mapeamento para 2020 foi feito há dois meses. Assim que ele sair do curso vamos definir nomes de jogadores, alguns que queríamos. Era importante ter definido rápido e vamos ser muito criativos (nas contratações), podem ter certeza. Se a gente mantiver 70% ou 80% do time titular, podem ter certeza que faremos um excelente ano. Vamos trazer bons jogadores e se tivermos boas oportunidades de jogadores um pouco mais caros, que consigamos, com criatividade, trazer, faremos. Daqui a 15 dias teremos uma visão do que construiremos para 2020", disse Mario.

Esporte