PUBLICIDADE
Topo

Liverpool vence confronto direto e avança na Champions; Napoli também avança

10/12/2019 16h50

Salzburgo (Áustria), 10 dez (EFE).- Ameaçado de eliminação precoce pouco mais de seis meses depois de ter conquistado o título da Liga dos Campeões, o Liverpool se classificou para as oitavas de final do torneio continental com a liderança do grupo E ao vencer o Red Bull Salzburg por 2 a 0 na Red Bull Arena, na Áustria, enquanto o Napoli foi segundo colocado depois de golear o Genk por 4 a 0 na Itália.

A partida na cidade austríaca de Salzburgo foi um confronto direto, já que, se tivesse vencido, o time da casa teria avançado. Entretanto, os 'Reds' levaram a melhor e chegaram a 13 pontos, um a mais que o time italiano, que passou em segundo.

O Salzburg parou nos sete pontos e teve de se contentar com a terceira posição e uma vaga na Liga Europa, enquanto o Genk somou apenas um ponto e terminou a campanha na lanterna.

O primeiro tempo na Áustria foi de placar em branco, mas não por falta de chances. Salah perdeu duas oportunidades claras pelo Liverpool, enquanto Alisson fez duas grandes defesas, um em cavadinha de Hwang e outra em uma descida cara a cara com Haaland, vice-artilheiro desta Champions, com oito gols.

Na etapa final, os 'Reds', que atuaram desfalcados do volante Fabinho e tiveram atuação discreta do atacante Roberto Firmino, assumiram o controle das ações e construíram o placar favorável. Aos 12 minutos, Mané recebeu de Robertson, fez linda jogada pela ponta esquerda e colocou na cabeça de Keita, que cumprimentou e balançou a rede, fazendo valer a chamada "lei do ex". O volante defendeu o Salzburg de 2014 a 2016.

Um minuto depois, Henderson descolou ótimo lançamento por baixo para Salah, que driblou o goleiro Stankovic e, mesmo com pouco ângulo, conseguiu aumentar a diferença.

Em Nápoles, o grande nome da partida entre os donos da casa e Genk, que já iniciou a rodada eliminado, foi Milik. O atacante polonês marcou os três primeiros gols dos 'Azzurri', todos ainda antes do intervalo. No segundo tempo, Mertens deu números finais ao confronto. EFE

Esporte