Topo

Gabigol reclama: "No Brasil virou moda, se pedalo e faço gol sou marrento"

Gabriel, atacante do Flamengo, durante partida contra o Grêmio em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro - Pedro H. Tesch/AGIF
Gabriel, atacante do Flamengo, durante partida contra o Grêmio em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF
do UOL

Do UOL, em São Paulo

17/11/2019 17h31

Gabriel Barbosa, o Gabigol, desabafou na saída de campo ao final do primeiro tempo de Grêmio x Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro. Em entrevista ao canal Premiere, o atacante do Rubro-negro rebateu a acusação de Cortês, lateral do Tricolor gaúcho, de que ele "fez graça" ao pedalar em um lance.

"O Cortês falou que eu fiz graça. Com todo respeito ao Grêmio e à torcida do Grêmio, o jogo no Maracanã estava 5 a 0 e eu não fiz graça em momento algum, e não é porque aqui está 1 a 0 que eu vou fazer graça", rebateu Gabigol, que marcou de pênalti seu 22º gol no Brasileirão.

"Ali, eu peguei a bola e não tinha por que eu ir para a frente, nosso time estava recuperando. Eu segurei a bola, pedalei e falou que eu fiz graça", prosseguiu o atacante, que aproveitou para criticar a imprensa esportiva.

"Mas aqui agora, no Brasil, está virando moda: eu pedalo, sou marrento; eu faço gol, sou marrento. Está caindo na onda dos torcedores e da imprensa", concluiu o artilheiro do Brasileirão.

Esporte