Topo

Justiça aceita denúncia do MP e torna Píffero e ex-dirigentes do Inter réus

Vitório Píffero, ex-presidente do Internacional, virou réu em investigação de desvios - Jeremias Wernek/UOL
Vitório Píffero, ex-presidente do Internacional, virou réu em investigação de desvios Imagem: Jeremias Wernek/UOL
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/11/2019 15h49

A Justiça do Rio Grande do Sul aceitou a denúncia do Ministério Público e tornou réus o ex-presidente do Inter, Vitório Píffero, e outras 13 pessoas na investigação de desvios de dinheiro na gestão de 2015/2016 do clube.

O despacho foi feito pelo juiz Marcos La Porta da Silva, da 17ª Vara Criminal de Porto Alegre.

Além de Píffero, os ex-dirigentes Pedro Afatatto, Emídio Ferreira e Carlos Pellegrini também viraram réus no processo. Os demais nomes são empresários, parentes do ex-presidente e colaboradores da época.

No último dia 6, o Ministério Público do Rio Grande do Sul procedeu a denúncia por supostos crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa, falsidade ideológica e estelionato. A investigação do MP durou mais de dois anos.

Segundo apontou o Ministério Público, os desvios chegam a R$ 13 milhões dos cofres do clube.

O Internacional, através do presidente Marcelo Medeiros, informou que entrará com processo solicitando ressarcimento de valores.

Agora, todos os citados responderão aos processos com prazo para apresentarem suas defesas oficialmente.

Esporte