Topo

Nigeriano morou nas ruas de Londres e volta à cidade como jogador da NFL

Efe Obada, jogador do Carolina Panthers, da NFL - Jacob Kupferman/Getty Images
Efe Obada, jogador do Carolina Panthers, da NFL Imagem: Jacob Kupferman/Getty Images
do UOL

Lucas Tieppo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Obada nasceu na Nigéria, morou na Holanda e chegou aos 10 anos na Inglaterra
  • Ele viveu nas ruas e passou mais de dez abrigos para estrangeiros
  • Defensor passou por Cowboys, Chiefs e Falcons até se firmar nos Panthers
  • Nigeriano tem contrato até o fim da temporada e luta para seguir nos Estados Unidos

Londres será palco de mais uma partida da temporada regular da NFL amanhã (13), e o duelo entre Tampa Bay Buccaneers e Carolina Panthers será especial para um jogador. Retornar à capital inglesa como atleta profissional de futebol americano após morar nas ruas da cidade será um grande feito para o nigeriano Efe Obada, defensor da equipe de Charlotte.

Obada nasceu em 1992 na Nigéria e mudou-se para a Holanda quando tinha apenas oito anos. Aos dez, foi traficado com a sua irmã mais velha para a capital inglesa, onde foi abandonado e virou sem-teto assim que desembarcou. O então garoto morou em mais de dez abrigos para estrangeiros diferentes.

O nigeriano foi personagem de uma matéria da ESPN norte-americana nesta semana, mas evitou falar muito sobre a infância nas ruas de Londres. "Foi difícil. Foi difícil", falou Obada.

A carreira no futebol americano começou em 2014 na pouco relevante liga britânica da modalidade. Obada, hoje com 27 anos, defendeu o London Warriors por cinco jogos e chamou a atenção do coordenador defensivo Aden Durde, que tinha passagens pela NFL e contato com a comissão técnica do Dallas Cowboys.

Depois de realizar alguns treinos com os Cowboys antes de uma partida em Londres no fim de 2014, o nigeriano deixou boa impressão e foi contratado como novato para a temporada 2015, mesmo sem passar por nenhuma universidade norte-americana. Obada se tornava assim o primeiro estrangeiro a entrar na NFL após jogar apenas em uma liga europeia.

Entre algumas idas e vindas nos Cowboys, o defensor foi dispensado pela franquia em março de 2016. No mesmo ano, passou pelo Kansas City Chiefs e Atlanta Falcons, mas apenas como parte do time de treinos.

A oportunidade real de jogar na NFL veio apenas em maio de 2017, quando ele assinou contrato com o Carolina Panthers por meio do International Player Pathway Program, projeto que dá espaço para jovens estrangeiros entrarem na liga e revelou também o brasileiro Durval Queiroz.

A estreia de Obada pelos Panthers aconteceu na temporada 2018, e logo de cara ele conseguiu uma interceptação na partida contra o Cincinnati Bengals. O nigeriano foi eleito o jogador defensivo da semana na Conferência Nacional. Em janeiro de 2019, ele assinou por mais um ano com a franquia e se garantiu na liga com salário de 570 mil dólares.

Neste ano, ele atuou nas cinco partidas da franquia na temporada e vive a expectativa de entrar em campo na cidade em que viveu nas ruas anos atrás e para onde ele pode ter que retornar se ficar sem contrato com alguma franquia da NFL - seu visto de permanência no país depende disso.

"É por isso que jogo duro todas as vezes", afirmou o defensor dos Panthers.

Entrevistão: Everaldo Marques, a voz dos esportes americanos da ESPN

UOL Esporte

Esporte