Topo

CR7 critica valores milionários que clubes pagam a jogadores: "Surreais"

Cristiano Ronaldo, jogador da Juventus - Chris Brunskill/Getty Images
Cristiano Ronaldo, jogador da Juventus Imagem: Chris Brunskill/Getty Images
do UOL

Da ANSA

21/08/2019 14h05

O craque Cristiano Ronaldo, da Juventus, afirmou ontem que é "loucura" os grandes valores que os clubes pagam por alguns jogadores. Além disso, o astro revelou que 2018 foi "provavelmente" o seu "ano mais difícil".

Em uma longa entrevista à emissora "TVI", o camisa 7 da Velha Senhora criticou os altos valores que os times pagam por alguns atletas. Além de destacar que o cenário é uma "loucura", CR7 disse que os preços são "surreais".

"Os preços praticados são surreais. Agora qualquer jogador sem ter provado nada vale 100 milhões de euros. Isto é a loucura.

Vê-se zagueiros e goleiros sendo transferidos por valores astronômicos. Mas, por um lado também é bom, porque é sinal de que o negócio do futebol está vivo", disse o craque.

"Quando vejo goleiros sendo vendidos por 75 milhões de euros, um jogador que faça o que eu faço dentro do campo e que garanta gols tem que ter valor três, quatro vezes mais. Fácil", completou CR7, que não fixou um preço para si mesmo.

O jogador de 34 anos ainda comentou sobre a acusação de estupro da ex-modelo norte-americana Kathryn Mayorga. O caso, por sua vez, foi arquivado em julho pela Procuradoria de Nevada, nos Estados Unidos, por falta de provas.

"2018 foi provavelmente o ano difícil para mim, a nível pessoal.

Quando colocam a tua honra em causa dói muito, porque tenho família e um filho que já percebe tudo. Mas, uma vez mais, foi provado como os meus amigos e a minha família sabiam, que sou inocente", disse CR7.

Aos 34 anos, Cristiano Ronaldo também não deu detalhes sobre com qual idade pretende pendurar as chuteiras. O atleta disse que pode se aposentar no ano que vem ou aos 40 anos, mas destacou que pretende apenas "desfrutar o momento".

Mais Esporte