PUBLICIDADE
Topo

Mel Lisboa apaga post criticando professora da filha: 'Pedi desculpas'

Mel Lisboa disse que se arrependeu de expor conversa com professora da filha nas redes sociais - Marcelo Justo/UOL
Mel Lisboa disse que se arrependeu de expor conversa com professora da filha nas redes sociais Imagem: Marcelo Justo/UOL
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/07/2020 08h39Atualizada em 02/07/2020 10h55

Mel Lisboa foi alvo de críticas ao postar, no Instagram, uma conversa entre ela e a professora de sua filha no grupo de um curso de inglês. Na troca de mensagens, ela criticava a forma como a profissional se dirigia exclusivamente às mães ao pedir para preparar as crianças para as tarefas do dia no ensino à distância.

A atriz acabou apagando o post e reconhecendo, nos Stories, que deveria ter falado com a professora em particular: "Entendi que deveria ter me dirigido a ela no privado. Concordo. Pedi desculpas, tanto no grupo quanto no privado. Vivendo e aprendendo".

Mel Lisboa fala de post polêmico em que criticou professora da filha - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Mel Lisboa fala de post polêmico em que criticou professora da filha
Imagem: Reprodução/Instagram

No post excluído, a professora iniciava a conversa com uma mensagem encabeçada por "bom dia, mamães". Em resposta, Mel dizia: 'Por que só mamães? Papais também não podem ajudar?".

"Claro que podem! É que nesse grupo quem normalmente fala comigo são as mulheres", disse a professora a seguir. A atriz rebateu dizendo que o pai da filha Clarice, seu marido Felipe Rosseno, estava no grupo.

"Acho que nós, como mulheres, não deveríamos continuar reproduzindo machismos que tanto afetam a sociedade como um todo. Só isso", escreveu Mel. A professora pediu desculpas à atriz e reenviou a mensagem original, se dirigindo desta vez a "pais e/ou responsáveis".

Mel Lisboa finalizava o seu post com uma imagem que trazia a inscrição: "É exaustivo". A atriz é uma das protagonistas da série "Coisa Mais Linda", da Netflix, que mostra um grupo de amigas tentando conduzir suas próprias vidas diante do machismo nos anos 1960.

Entretenimento