PUBLICIDADE
Topo

Luiz Caldas não faria 'Fricote' hoje, mas defende: 'Faz parte da história'

Luiz Caldas se apresenta no Festival Spanta, no Rio - Luciola Villela/UOL
Luiz Caldas se apresenta no Festival Spanta, no Rio Imagem: Luciola Villela/UOL
do UOL

Do UOL, em São Paulo

18/02/2020 09h56

O "Mais Você" desta terça-feira (18) recebeu o cantor Luiz Caldas, um dos ícones do axé. O programa mostrou um clipe originalmente exibido no Fantástico, para o hit "Fricote", do baiano —mas a controversa letra do single não passou batida pelos apresentadores.

"A letra é um tanto polêmica hoje, mas era uma outra época", lembrou Patrícia Poeta. O hit, lançado em 1985 e apontado como marco zero do surgimento do axé music, começa com os seguintes versos:

Nega do cabelo duro
Que não gosta de pentear
Quando passa na baixa do tubo
O negão começa a gritar

"Era uma outra época. Eu acredito que hoje 'Os Trapalhões' não existiriam, por exemplo", comparou o cantor, que não se eximiu de uma reflexão. "Hoje existe o politicamente correto, e às vezes ele é necessário. Eu não escreveria esta canção hoje, a letra desta forma. Mas a música existe, faz parte da história, é super alegre, positiva".

Fabricio Battaglini ainda questionou se Caldas ainda tocava a música ao vivo em seus shows. "Claro. Às vezes eu toco, às vezes não, porque graças a Deus são muitas músicas", comentou o músico, que tem mais de 100 discos lançados.

Na web, a atitude de Caldas atraiu elogios e críticas. Muitos argumentaram que o cantor, ao reconhecer que não escreveria a música da mesma forma hoje em dia, demonstrou evolução. Outros reclamaram do "cancelamento" de um dos grandes hits do Carnaval.

Também teve gente testemunhando que a letra da música trouxe problemas muito reais, e um pessoal que arranjou briga em casa por causa do Mais Você.

Entretenimento