Topo

As verificações da semana

22/11/2019 13h09

Rio de Janeiro, 22 Nov 2019 (AFP) - 1 - TUÍTES APAGADOS PELA PRESIDENTE INTERINA DA BOLÍVIA

Desde que assumiu o governo da Bolívia no último dia 12 de novembro, publicações em redes sociais garantem que a presidente interina do país, Jeanine Áñez, apagou tuítes que havia publicado meses ou anos antes. A equipe de checagem da AFP pôde confirmar a veracidade de três destas postagens, mas não encontrou registro de um dos supostos tuítes.

http://u.afp.com/TuitesAnez

2 - MULTIDÃO CONTRA GILMAR MENDES

Uma foto que mostra uma grande aglomeração de pessoas durante um protesto na Avenida Paulista, em São Paulo, foi compartilhada ao menos 48 mil vezes desde 17 de novembro de 2019 como se mostrasse uma manifestação ocorrida neste dia contra o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. No entanto, a imagem em questão foi capturada em 15 de março de 2015 durante um ato a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT).

http://u.afp.com/Protesto2015

3 - LULA É ATACADO COM OVOS

Publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais sugerem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi atacado com ovos após deixar a prisão em 8 de novembro. A imagem que ilustra as postagens é, no entanto, uma montagem feita a partir de uma fotografia do ex-prefeito de São Miguel do Oeste (SC) Nelson Foss da Silva (PT) - que foi atingido por ovos enquanto integrava uma caravana de Lula pelo sul do Brasil em 2018.

http://u.afp.com/LulaOvos

4 - ISLÂNDIA PROÍBE ENSINO RELIGIOSO

Publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais garantem que a Islândia proibiu o ensino de qualquer religião até os 21 anos de idade. No entanto, o país não aprovou qualquer medida com este objetivo. A maioria das postagens cita como fonte um artigo de um portal cristão, que é a tradução quase integral de um texto publicado originalmente em um site satírico em inglês.

http://u.afp.com/IslandiaReligioes

mcp/

Entretenimento