PUBLICIDADE
Topo

Tenista João Souza, o Feijão, é banido do tênis pelo resto da vida por manipulação de partidas

25/01/2020 08h44

Melbourne, 25 Jan 2020 (AFP) - O tenista brasileiro João Souza, conhecido como Feijão, que chegou a ser 69º do ranking mundial, foi "suspenso por toda a vida" e condenado a pagar uma multa de US$ 200.000 por fraudar partidas e outros delitos de corrupção, anunciou neste sábado a Unidade de Integridade do Tênis.

"João Olavo Soares de Souza foi suspenso por toda a vida e terá que pagar uma multa de US$ 200.000 depois de ser considerado culpado de manipulação de várias partidas e outros atos de corrupção", afirmou o organismo.

A investigação concluiu que o brasileiro manipulou ou influenciou os resultados de partidas dos torneios ATP Challenger e ITF Futures no Brasil, México, Estados Unidos e República Tcheca entre 2015 e 2019, de acordo com esta unidade anticorrupção.

Feijão, atualmente 742º mundo, também não cooperou com a investigação, destruiu evidências e tentou convencer "outros jogadores a não fazer esforços" durante alguns jogos.

O tenista de 31 anos foi suspenso provisoriamente em março de 2019 enquanto a investigação estava sendo conduzida. Sua audiência foi realizada este mês em Londres e sua suspensão e multa foram comunicadas neste sábado.

Feijão não pode "competir nem sequer participar de qualquer evento organizado ou reconhecido pelos órgãos reconhecidos" do tênis, concluiu a Unidade de Integridade do Tênis.

th/mp/bl/es/mr

Esporte