PUBLICIDADE
Topo

Como Atlético-MG 'estoura' o orçamento de R$ 20 milhões para transferências

do UOL

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

24/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Atlético-MG anunciou 4 reforços e gastou 4,3 milhões de euros (R$ 19,8 milhões). A chegada de Arana custará mais 5 milhões de euros (R$ 23 milhões)
  • Orçamento para esta temporada previa R$ 20 milhões gastos em reforços. Mas como o clube estoura a projeção e não demonstra preocupação com os gastos?
  • Galo conta com a participação da MRV Engenharia, um de seus patrocinadores e parceiro na construção do estádio, para atuar na janela de transferências
  • Dos quatro contratados, a empresa auxiliou em um: Allan. Foi a MRV que desembolsou os 3 milhões de euros (R$ 13,8 milhões) pagos ao Liverpool
  • Assim como será a empreiteira a responsável por acertar a contratação de Guilherme Arana com o Sevilla, avaliada em 5 milhões de euros (R$ 23 milhões)
  • Atlético pagou 300 mil euros (R$ 1,4 milhão) por Mailton e mais 1 milhão de euros (R$ 4,6 milhões) por Borrero. Hyoran foi emprestado sem custos

O Atlético-MG anunciou quatro reforços para 2020 e já gastou 4,3 milhões de euros (R$ 19,83 milhões) no mercado da bola. A iminente chegada de Guilherme Arana custará mais 5 milhões de euros (R$ 23,06 milhões). Em dezembro do ano passado, a diretoria divulgou o orçamento para esta temporada e previa R$ 20 milhões gastos em reforços. Mas como o clube estoura a projeção e não demonstra preocupação com os gastos?

O Galo, na verdade, conta com a participação da MRV Engenharia, um de seus patrocinadores e parceiro na construção do estádio, para atuar na janela de transferências. Dos quatro reforços contratados até o momento, a empresa auxiliou o time em um deles apenas: o volante Allan. Foi a companhia que desembolsou os 3 milhões de euros (R$ 13,8 milhões) pagos ao Liverpool para adquirir o jovem jogador.

Assim como será a empreiteira a responsável por acertar a contratação de Guilherme Arana com o Sevilla, avaliada em 5 milhões de euros (R$ 23,06 milhões). O lateral esquerdo deve ser confirmado pela cúpula ainda hoje (24). Haverá compensação do clube em ambos os casos. A forma como a equipe devolverá o valor à MRV, no entanto, é tratada com sigilo.

A contratação de Hyoran, que pertence ao Palmeiras, ocorreu por empréstimo de uma temporada. O acordo não demandou gastos à diretoria do Atlético. Além disso, o clube utilizou os seus recursos para acertar duas transações: as compras do lateral direito Mailton e do meia-atacante Dylan Borrero.

O defensor de 21 anos foi adquirido por 300 mil euros (R$ 1,38 milhão). O Galo comprou 50% de seus direitos econômicos do Mirassol-SP. O colombiano de 18 anos foi adquirido por 1 milhão de euros (R$ 4,61 milhões). Os mineiros compraram 100% de seus direitos econômicos. As duas transações ocorreram de forma parceladas. As prestações só serão quitadas em 2021.

Esporte