Topo

Riquelme anuncia candidatura à vice-presidência do Boca

20/11/2019 17h35

Buenos Aires, 20 nov (EFE).- O ex-meia Juan Román Riquelme anunciou nesta quarta-feira sua candidatura a segundo vice-presidente do Boca Juniors, na lista liderada pelo empresário Jorge Amor Ameal e pelo jornalista Mario Daniel Pergolini para as eleições do clube, que serão realizadas em 8 de dezembro.

"Vou ser o segundo vice-presidente, tanto Ameal quanto Mario e as pessoas que lá estão vão se comprometer a me acompanhar e a me ajudar a conhecer as coisas do clube", declarou o ídolo 'xeneize' ao "Fox Sports" argentino, em entrevista na qual admitiu ainda não estar pronto para ser presidente do hexacampeão da Taça Libertadores.

"Não deve ser nada fácil, mas nestes quatro anos vamos tentar ver como estão as coisas e em quatro anos vamos ver se estamos preparados", disse o ex-jogador, que revelou que a candidatura da situação, liderada por Christian Gribaudo, também o chamou para fazer parte do bloco.

"Sou grato ao oficialismo porque eles tentaram me convencer, mas eu tomei essa decisão e quero que o fã do Boca saiba por mim", justificou.

O atual presidente, Daniel Angelici, está encerrando seu segundo mandato e não poderá se candidatar a uma nova reeleição, conforme estabelecido no estatuto. Com isso, ele apoiará Gribaudo, atual secretário-geral.

O ex-jogador de futebol de Barcelona e Villarreal, entre outros, também anunciou a decisão de adiar seu jogo de despedida, marcado para 12 de dezembro, devido à proximidade das eleições. "Tem que ser uma festa, então não tem que haver nada, você não tem que pensar em nada, você não tem que incomodar ninguém", ponderou.

O ex-meia apontou como possível data para a homenagem o mês de junho do ano que vem, antes da realização da Copa América, e disse que pretende contar com a presença de Lionel Messi. "Vou insistir em ver se tenho a sorte de Messi poder jogar um pouco com o meu filho na Bombonera", declarou. EFE

Esporte