Topo

Na prévia da final da Libertadores, Galvão "ensina" palavrão argentino

Galvão Bueno - Divulgação/TV Globo
Galvão Bueno Imagem: Divulgação/TV Globo
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/11/2019 00h13

O apresentador Galvão Bueno protagonizou um diálogo inusitado com Ariel Palacios, que participou do Bem, Amigos! de ontem (18) direto da Argentina. O narrador pediu ao convidado que explicasse a origem de um palavrão argentino, usado comumente por jogadores do país vizinho para provocar adversários dentro de campo.

"Eu não gosto de falar palavrão na TV, mas tem uma palavra que o argentino usa quando quer ofender alguém: 'boludo'. Será que vão usar muito essa palavra. Eu sei que você é um especialista em origem das palavras. Então, quero que você explique essa para mim", disse Galvão.

Atendendo o pedido do apresentador, Ariel Palacios prontamente explicou a origem da palavra, e ainda disse que outro impropério tem sido utilizado mais frequentemente pelos argentinos.

"Boludo é um impropério argentino por excelência para idiota, imbecil, tonto, panaca. Serve para se referir para aquele que acumula características simultâneas de incompetente e inútil. Essa expressão tem origem no italiano. Ela designa quem tem testículos muito grandes. Em muitas culturas, havia expressões similares para se referir a pessoas que teriam testículos tão grandes que não poderiam caminhar de forma normal. Ou seja, um pateta. Nos últimos tempos, 'boludo' ganhou um sentido ambíguo e pode variar para um cumprimento amável. Devido à ambiguidade, cresceu o uso de um outro epíteto: pelotudo, que é sempre no sentido negativo. Mas, eu queria saber do Petkovic, qual a palavra similar em sérvio", pediu Ariel.

Petkovic foi breve na resposta, e divertiu os colegas: "Uma palavra - 'Budaletina'".

No fim da conversa, Galvão ainda riu do diálogo curioso: "Vocês me fizeram falar um monte de bobagem aqui".

Esporte