Topo

Tsitsipas vence Zverev e avança às semifinais do ATP Finals

13/11/2019 19h28

Londres, 13 Nov 2019 (AFP) - O grego Stefanos Tsitsipas, número 6 do mundo, venceu nesta quarta-feira o alemão Alexander Zverev no ATP Finals de Londres por 6-3 e 6-2, garantindo assim sua classificação para as semifinais.

Tsitsipas, de 21 anos, precisou de uma hora e 13 minutos para vencer o número 7 do ranking mundial da ATP e atual campeão na O2 Arena da capital britânica.

Zverev começou a partida com um melhor saque, confirmando rapidamente seus serviços, mas pouco a pouco foi cedendo ao jogo agressivo do grego.

Tsitsipas arriscou mais, variou os golpes, subiu com eficiência à rede e forçou o alemão ao erro. Ele quebrou o serviço do adversário no oitavo game para vencer imediatamente depois o primeiro set.

Começou o segundo set quebrando de novo o saque de Zverev, que parecia desconcentrado e cometeu inúmeros erros. Uma nova quebra do grego no quinto game decretou a vitória diante da impotência do alemão.

"Me surpreendeu muito meu jogo de hoje", disse o grego. "Fiz tudo bem", acrescentou, agradecendo o apoio do público.

No outro grupo, o austríaco Dominic Thiem garantiu a vaga na terça-feira depois de vencer o sérvio Novak Djokovic, que vai disputar na quinta-feira a classificação com o suíço Roger Federer.

- Nadal também vence -Mais cedo, o espanhol Rafael Nadal, número 1 do mundo, derrotou o jovem russo Daniil Medvedev por 6-7 (3/7), 6-3 e 7-6 (7/4).

Nadal precisou de duas horas e 45 minutos para vencer o número 4 do ranking da ATP, de 23 anos, e seguir assim na competição depois de ter perdido na segunda-feira para outro astro ascendente, o alemão Alexander Zverev, atual campeão desse que é o último torneio do ano.

"Acho que joguei melhor hoje do que há dois dias, então isso é muito positivo para mim", afirmou o espanhol, de 33 anos, que há menos de duas semanas teve que se retirar do torneio de Paris-Bercy devido a um problema muscular no abdômen que afetava seu saque.

A partida contra Medvedev foi muito disputada e embora Nadal tenha demonstrado nervos de aço para virar uma desvantagem de 0-4 no terceiro set, ele admitiu ter tido "muita sorte".

"Eu sinto pelo Daniil porque jogou muito melhor do que eu no terceiro set", disse.

Nadal espera vencer pela primeira vez em sua carreira este último torneio da temporada e acabar o ano se mantendo como número um, no momento em que seu trono é ameaçado pelo sérvio Novak Djokovic.

Na sexta-feira ele vai enfrentar Tsitsipas, que se mostrou imparável desde que chegou a Londres.

"É um grande jogador, com muita energia, muito jovem e que fez uma temporada incrível", reconheceu Nadal.

acc/iga/aam/aam

Esporte