Topo

Agressivo e pontuando fora de casa: o que Zé Ricardo imagina para o Inter

Zé Ricardo é apresentado e assume o comando técnico do Internacional  - Ricardo Duarte/Inter
Zé Ricardo é apresentado e assume o comando técnico do Internacional Imagem: Ricardo Duarte/Inter
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

22/10/2019 15h30

Zé Ricardo foi apresentado pelo Inter na manhã de hoje. Em sua primeira entrevista coletiva no Beira-Rio, o treinador disse que não pretende fazer uma ruptura com o trabalho anterior, de Odair Hellmann e do interino Ricardo Colbachini. Porém, crê que uma equipe agressiva e que busque pontos também fora de casa seja o ideal para as 11 rodadas que restam no Brasileiro.

"Temos esta semana cheia para trabalhos, depois jogos sequenciais. É muito difícil fazer qualquer mudança brusca, porque temos viagens longas, regenerativo, treinos pré-jogo. Efetivamente, teremos poucas sessões para mudar alguma coisa de forma mais drástica. E isso poderia acarretar numa confusão para um automatismo que tem muito bem desenvolvido e enraizado no time há tanto tempo", disse Zé Ricardo.

Mas a ideia de continuidade não significa que ele não queira mudar alguns aspectos no time. Contratado com vínculo até o fim do ano e objetivo definido na vaga para a próxima Libertadores, o comandante crê em aprimorar alguns aspectos da equipe.

"Às vezes uma mudança já dá uma leveza e uma interação diferente entre os setores e na forma coletiva da equipe. É com isso que vamos trabalhar. Pedi uma única coisa aos jogadores: que estejam de peito aberto para buscar o objetivo. E que a gente pense exclusivamente no que pode representar para todos chegar a essa classificação", completou o treinador.

Os objetivos são claros: deixar o time com mais agressividade e ir em busca dos pontos também fora de casa. A ausência de bons resultados longe do Beira-Rio era uma das principais cobranças sobre Odair Hellmann.

"Temos que pontuar dentro e fora de casa. Serão seis jogos fora, cinco em casa. Se pontuarmos apenas em casa, não atingiremos o objetivo. Temos que ser um time agressivo, querer vencer os jogos, com organização, claro. Às vezes uma partida requer mais cuidados num determinado setor ou determinado comportamento, mas, de uma forma geral, o que queremos é buscar o gol sempre. Buscar o gol adversário nos deixa mais perto de marcar. E também tendo cuidados para afastar o adversário da nossa área. Dependendo da forma que vamos jogar, precisamos de um comportamento mais agressivo, que goste de ficar com a bola. Mas sabendo que em alguns momentos jogaremos de acordo com nosso adversário, porque a situação exige assim", acrescentou.

Zé Ricardo estreia pelo Internacional no próximo sábado, contra o Bahia, fora de casa.

Esporte