Topo

Neymar diz ignorar críticos e quer reatar com torcida: "Já já o amor volta"

Nicolas Tucat/AFP
Imagem: Nicolas Tucat/AFP
do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/10/2019 16h02

Neymar diz que está feliz no Paris Saint-Germain e pretende reconquistar a confiança da torcida francesa - segundo ele, do mesmo jeito que faria com uma namorada após uma briga. Porém, o atacante deixa claro que evita ler opiniões a respeito de seu futebol e seu comportamento.

"Agora tá voltando, tá voltando. Já já o amor volta novamente, se Deus quiser. Faz parte, eu entendo o sentimento deles [torcedores] também. Eu entendo o que passa na cabeça deles. Mas eu pedi para que me entendessem também", afirmou o jogador em entrevista ao "Otro".

"Eu falei do relacionamento, como se fosse um relacionamento entre homem e mulher. Você acaba brigando, isso faz parte em qualquer relacionamento. Você acaba se desentendendo, e logo mais começa a se entender novamente e o amor volta", completou Neymar.

Ao ser questionado sobre quanta pressão recebe diariamente do público e da mídia, o craque contou o que faz para espairecer. "Eu sei que, hoje, tudo que eu faço e falo, tudo que tem o meu nome é um boom enorme. As coisas aumentam demais. Procuro não ler, para ser sincero. Procuro não ver programas de esportes. Eu sempre fico de fora de tudo isso", explicou.

"Minha rotina já é muito... Rotina que é cansativa, te desgasta bastante. Você treina demais, tem de estar focado, tem de descansar, fazer isso e aquilo. Eu procuro buscar certas coisas para que me alivie desta rotina. (...) Vida de atleta não é fácil. Quem é atleta sabe que é bem complicado. Para o jogador de futebol, acho que é até um pouco mais. Por tudo que envolve seu nome, tudo que envolve a sua vida. Com mídia, enfim, com tudo. Tem que ter uma cabeça bem boa para aguentar".

Neymar também voltou a dizer por que tentou deixar o PSG na última janela de transferências. "Quando você não está feliz em qualquer trabalho, você tenta mudar, tenta encontrar novos ares, uma nova profissão... Para que você se encontre! E foi o que eu tentei, só que acabei ficando. É o que eu falei: vou dar o meu melhor", afirmou.

Bertrand GUAY / AFP
Imagem: Bertrand GUAY / AFP

"Estou tranquilo, me sinto feliz. Eu sou um atleta do clube, sou um profissional e farei o meu melhor pelo Paris. Darei 100% dentro de campo e vou tentar trazer êxitos para o Paris, principalmente a Champions League", prometeu, pouco antes de avaliar que a temporada já começou boa - apesar da lesão de grau 2 na coxa esquerda.

"[A temporada] Começou boa, graças a Deus, com gols e ajudando a equipe da melhor forma possível. Espero que permaneça assim por toda a temporada e que no final sejam só sorrisos aqui em Paris", opinou ele, que diz estar ainda mais próximo de Mbappé: "Ele fala francês, eu sou brasileiro. A gente conversa em inglês e se dá muito bem. Ele é um menino incrível, alegre, feliz".

Neste caso, Neymar pensa que o ambiente no vestiário pode ser um trunfo. "O clima nunca deixou de ser legal, sempre foi bom. Esse ano é o que tem mais pessoas que sejam fáceis de conversar, de se relacionar. A galera que chegou é divertida, é focada, são bons jogadores. Esse ano promete coisas boas para o Paris", comentou.

Veja a entrevista de Neymar:

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Esporte