Topo

Mano elogia time B do Cruzeiro e justifica empate com um a mais em campo

do UOL

Do UOL, em Belo Horizonte

20/07/2019 19h51

Mano Menezes ficou feliz com a atuação dos reservas do Cruzeiro no empate por 0 a 0 com o Bahia, na tarde de hoje, na Arena Fonte Nova. O técnico escalou um time repleto de jovens e ficou satisfeito com a atuação dos atletas. Ele ainda justificou o menor volume de jogo, mesmo com um a mais em campo.

O treinador elogiou os garotos utilizados, mesmo que o Cruzeiro tenha jogado por toda a segunda etapa com um atleta a mais que o adversário.

"A gente sai muito satisfeito com a postura deles, com a capacidade de responder bem. Nós viemos jogar com 11 jogadores diferentes contra o Bahia, uma equipe que vem fazendo campanha boa no Campeonato Brasileiro. Isso dá uma ideia do que esses meninos fizeram, o que deixa a gente muito feliz. Talvez tenha faltado um pouquinho no último terço do jogo. Falta aquele entrosamento de uma equipe que não joga. O fato de estarmos com uma superioridade numérica fez que a gente chegasse muitas vezes ao final do campo", declarou.

Mano Menezes também deu uma justificativa para o rendimento inferior ao do Bahia no momento em que teve um a mais em campo - Arthur Caíke foi expulso aos 42 minutos do primeiro tempo.

"O adversário, mesmo com um a menos, precisava vencer. Entra o pacote de tudo o que a gente vem fazendo. O time reserva do Cruzeiro, dentro de casa, isso aumenta a responsabilidade do Bahia. A entrada do Lucca deu um pouco mais de velocidade, principalmente quando a gente errou a jogada. Não pode descuidar. Eles fizeram de tudo para vencer e suportamos bem quando fomos atacados. Tentamos definir o jogo quando a posse de bola era nossa", acrescentou.

Mais Esporte