Topo

Gauchão fecha primeira fase de olho em possível Gre-Nal precoce

Lucas Sabino/Agif
Dupla Gre-Nal tem chance de se enfrentar antes da final do Campeonato Gaúcho pelo segundo ano seguido Imagem: Lucas Sabino/Agif
do UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

2019-03-20T04:00:00

2019-03-20T11:42:15

20/03/2019 04h00Atualizada em 20/03/2019 11h42

O Campeonato Gaúcho encerra a fase de classificação hoje (20), mas já tem a melhor campanha e os rebaixados definidos. Os seis jogos, no mesmo horário, servirão para definir o cruzamento de mata-mata e também apontarão se os rivais Grêmio e Internacional ficam em lados opostos no chaveamento ou pode, de fato, se encontrar antes da decisão.

A melhor campanha da primeira fase é do Grêmio, enquanto Avenida e Veranópolis estão rebaixados para a divisão de acesso de 2020.

Com 26 pontos, o Grêmio tem direito de jogar a segunda partida de todo mata-mata que disputar sob seus domínios. O Inter, que até o Gre-Nal era segundo na tabela, caiu uma posição pelos critérios de desempate.

A equipe de Odair Hellmann recebe o Novo Hamburgo, já classificado e que luta para ficar entre os quatro melhores, e precisa vencer. Se o Inter ganhar, ainda precisará de um tropeço do Caxias para encerrar a fase em segundo lugar. Sendo o vice-líder, o time colorado elimina a chance de Gre-Nal precoce. Se perder, pode cair até para quarto lugar na tabela - caso o São Luiz vença o Aimoré. Com essa posição, os tradicionais rivais poderiam se cruzar antes da final.

Em 2018, o Grêmio passou em sexto lugar e o Inter terminou a primeira fase em terceiro. Com isso, os rivais se cruzaram nas quartas de final. A equipe de Renato Gaúcho levou a melhor e na sequência, eliminou o Avenida até enfrentar o Brasil de Pelotas na decisão.

O futuro de Grêmio e Inter não é o único ponto de emoção na rodada. Quatro times brigam por duas vagas na próxima fase do Gauchão.

Pelotas, Aimoré, Juventude e Brasil de Pelotas entram em campo com chances de avançar. Os dois primeiros dependem só de seus resultados, enquanto a outra dupla precisa ganhar e secar. Adversário do Grêmio, o Pelotas é sétimo colocado com 12 pontos e pode se classificar até mesmo sem vitória. Para isso, o time treinado por Diego Gavilán, ex-Inter, Grêmio e Flamengo, precisaria torcer contra os rivais pela vaga.

O Aimoré, atual oitavo colocado na tabela com 12 pontos, vive situação idêntica à do Pelotas. Atuando em casa, o clube de São Leopoldo pode completar trajetória de retorno à elite com classificação histórica.

As contas para o Juventude, primeiro fora da zona de classificação, são mais complexas. A equipe alviverde tem que vencer o Avenida em casa e torcer contra Pelotas e Aimoré. Se empatar no Alfredo Jaconi, só avança em caso de goleada nas partidas que lhe interessam.

Já o Brasil de Pelotas, que venceu o clássico no último domingo, escapou do rebaixamento e precisa vencer o lanterna Veranópolis para sonhar. Além de ganhar fora de casa, o Xavante torce contra dois times da trinca formada por Juventude, Pelotas e Aimoré.

Os seis jogos da 11ª rodada do Gauchão serão disputados no mesmo horário, às 21h30 (Brasília).

Mais Esporte