PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Kantar revela os streamings mais vistos no país; veja o ranking

Kantar Ibope revela os serviços de streaming e vídeo mais vistos no Brasil - Reprodução / Internet
Kantar Ibope revela os serviços de streaming e vídeo mais vistos no Brasil Imagem: Reprodução / Internet
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

18/05/2022 09h54

Em uma "live" para jornalistas convidados, ontem, a direção da Kantar Media divulgou pela primeira vez o ranking dos serviços de streaming e vídeo mais vistos do país.

A medição se refere ao primeiro trimestre de 2022. Não foi revelado o tempo gasto pelos consumidores e nem os conteúdos mais vistos dentro de cada serviço.

Sobre o "ibope" do conteúdo (programas, séries etc.), a CEO da Kantar, Melissa Vogel, afirmou que isso ainda não é possível.

Segundo ela, até meados de 2023 a empresa espera já conseguir fazer essa depuração e entregá-la a seus clientes (assim como ocorre na medição hoje das TVs aberta e paga).

Os mais acessados

Eis o ranking dos serviços de vídeo / streaming mais acessados no Brasil, no primeiro trimestre deste ano:

- YouTube
- Netflix
3º - Globoplay
4º - Prime Vídeo
5º - Twitch
6º - Disney+

Fonte: Kantar Ibope Media - Video Streaming Report

O resultado é parecido com o que esta coluna publicou com exclusividade ainda no ano passado (que só não incluiu o Twitch).

As ressalvas

Apesar de o ranking ter sido enfim revelado pela Kantar Media, é preciso fazer outra ressalva: serviços como YouTube, principalmente, e Globoplay têm muito conteúdo de acesso gratuito.

Portanto, temos um ranking "híbrido" por enquanto.

Em outras palavras: num ranking só de assinantes, a Netflix pode estar à frente do YouTube; e a Amazon ou mesmo a Disney, quem sabe, talvez estejam à frente do Globoplay.

Segundo Melissa Vogel, essa "deputação" também ocorrerá com o tempo. "Vamos em etapas, tudo aqui é novo", diz ela sobre o novo equipamento de medição, o "focal meter".

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Entretenimento