PUBLICIDADE
Topo

Brad Pitt e Meryl Streep dispensaram papel no filme 'Quase Famosos'

Brad Pitt leva o Oscar de melhor ator coadjuvante por "Era uma vez em... Hollywood" - REUTERS/Mario Anzuoni
Brad Pitt leva o Oscar de melhor ator coadjuvante por "Era uma vez em... Hollywood" Imagem: REUTERS/Mario Anzuoni
do UOL

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 13h40

O diretor Cameron Crowe contou, ao podcast Cadence13, que alguns dos maiores nomes de Hollywood dispensaram a chance de aparecer no seu filme "Quase Famosos", lançado em 2000 — incluindo Brad Pitt, Natalie Portman e Meryl Streep.

Segundo Crowe, Pitt era a sua primeira opção para o papel de Russell, líder da banda fictícia apresentada no filme. O cineasta disse que conheceu Pitt nos anos 80, quando ele estava começando em Hollywood, e identificou o potencial de estrelato do ator.

Crowe contou que Pitt chegou a fazer teste de câmera ao lado de Natalie Portman, que era a sua preferida para interpretar a groupie Penny Lane. Billy Crudup e Kate Hudson acabaram encarnando Russell e Penny, respectivamente, com a última sendo indicada ao Oscar pelo papel.

Outra escalação que não foi bem ao gosto do diretor foi a de Elaine, a mãe do protagonista William (Patrick Fugit). Embora Frances McDormand também tenha sido indicada ao Oscar por sua performance como a personagem, a primeira escolha de Crowe era Meryl Streep. O cineasta ainda disse que chorou quando Pitt deixou o projeto.

"Ele nunca se apaixonou de verdade pelo personagem, só pela ideia dele. Acho que não era um roteiro bom o bastante. Ele me disse que dinheiro não era o problema. Ele também não estava confortável com a diferença de idade entre Russell e Penny", contou.

Entretenimento