PUBLICIDADE
Topo

Galisteu comete ato falho e chama Patrícia Poeta de Fátima no Encontro

Adriane Galisteu e Patrícia Poeta no Encontro - Reprodução/TV Globo
Adriane Galisteu e Patrícia Poeta no Encontro Imagem: Reprodução/TV Globo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

10/07/2020 12h39

A atriz e apresentadora Adriane Galisteu teve alguns problemas em sua participação hoje no Encontro, da TV Globo, principalmente com sua conexão, já que seu telefone não parava de receber ligações, enquanto ela tentava dar uma entrevista. Para completar, ela ainda cometeu um ato falho e chamou Patrícia Poeta de Fátima.

A comandante da atração, Fátima Bernardes, está de folga e nesta semana foi substituída por Patrícia, que fez hoje seu último dia na apresentação. Na semana que vem, Fernanda Gentil assume o lugar de Fátima.

Galisteu falava sobre as entregas de marmita solidárias que tem feito aos domingos. "Esse rango solidário transformou nossas vidas. Não consigo me imaginar longe disso", disse ela.

"Vocês sabem, Fátima e André [Curvello], que isso transformou minha quarentena?", disse ela, em ato falho.

Outros participantes do programa, como um biólogo que falou sobre cobras e Michelle Loreto, do Bem Estar, foram mais íntimos, chamando Patrícia de Paty.

Já Ana Maria fez elogios à colega, antes da substituição por Gentil: "Espero que você volte, Patrícia, é uma delícia ter você do outro lado".

O ato falho foi notado pelos usuários do Twitter:

Ainda sobre a marmita solidária, Galisteu contou que isso foi um ponto de virada em sua quarentena. Ela viu seu produtor fazendo marmitas para entregar para pessoas em situação de rua.

"Eu falei: 'Quero participar, como faz?'. E isso transformou minha quarentena. Começamos entregando 30 quentinhas. Hoje entregamos 120, queríamos entregar mais, mas não temos nem panela, nem braço para isso. É o esquadrão do bem! Esse rango solidário transformou nossas vidas. Fazer bem custa poucos, e foi transformador, ver que tinha gente passando fome a dez passos de casa", disse.

Entretenimento