Topo

Márcio Canuto relembra sofrimento no início da carreira: "Chorei muito"

Márcio Canuto foi convidado para participar do "Mariana Godoy Entrevista" - Divulgação/Rede TV!
Márcio Canuto foi convidado para participar do "Mariana Godoy Entrevista" Imagem: Divulgação/Rede TV!
do UOL

Do UOL, em São Paulo

22/11/2019 11h25

O repórter Márcio Canuto deixou a Rede Globo em julho deste ano após longos anos trabalhando pela emissora. Aos 73 anos, o profissional acredita que chegou a hora de "apenas relaxar".

"Passei 57 anos da minha vida acordando às 5h da madrugada e pouca gente sabe da nossa luta. São 30 anos praticamente sem um dia de folga porque eu trabalhava na rádio, no jornal, na televisão e às vezes era correspondente. Ia direto das 6h até 1h da manhã", explica, em entrevista à Mariana Godoy.

Canuto ficou conhecido por suas matérias voltadas às questões cotidianas, que lhe renderam o título de "fiscal do povo". No entanto, o repórter explica que precisou aprender a lidar com as matérias com viés negativo que era obrigado a fazer em alguns momentos.

"O meu maior desafio era fazer com que coisas trágicas e difíceis se tornassem mais leves. Então, nas primeiras semanas eu não ia para a casa direto (depois do trabalho). Eu ia para o cinema, ia rodar (pela cidade) para poder esquecer um pouco as histórias porque não tem como ficar à margem desses sentimentos (ruins). Muitas vezes chorei muito", desabafou.

Com a pretensão de descansar a partir de agora, o convidado diz não se arrepender de nada ao longo da vida e diz que que "faria tudo de novo.

"Vou aproveitar a vida! Criei uma situação para mim que é: diversão em tempo integral. Fiz recentemente uma publicidade me divertindo. Estou aqui gravando com vocês hoje e estou alegre. Faço tudo porque gosto. Minha vida é feita de afeto, alegria e gratidão", concluiu.

A entrevista completa irá ao ar no "Mariana Godoy Entrevista" de hoje, às 23h (de Brasília), na RedeTV!.

Entretenimento