Topo

Chef sul-coreano processa o "Guia Michelin" por premiar seu restaurante

O chef Eo Yun-gwon tem desavenças com o "Guia Michelin" desde 2017 - Instagram/bob.eat
O chef Eo Yun-gwon tem desavenças com o "Guia Michelin" desde 2017 Imagem: Instagram/bob.eat
do UOL

Do UOL

22/11/2019 14h27

Na semana passada, o chef Eo Yun-gwon, do restaurante italiano Ristorante Eo, em Cheongdam-dongdo, na Coreia do Sul, processou o consagrado "Guia Michelin" e acusou seu editor de "insulto" depois de seu restaurante ser incluído na lista contra seus pedidos.

Em comunicado, a publicação argumentou que escolheram premiar o estabelecimento porque são "um guia independente" e que não precisam da aprovação de chefs.

A confusão, no entanto, começou anos antes. Desde 2017, quando ganhou sua primeira estrela, o chef pede para ser excluído do ranking. De nada adiantou seu apelo e, em 2018, ganhou de novo - antes de ser "rebaixado" em 2019.

Essa não é a primeira vez que alguém recusa uma estrela. Também em 2017, o chef francês Sebastien Bras, do Le Suquet, estampou manchetes de jornais por pedir a retirada de suas três estrelas, dizendo que queria cozinhar "sem se perguntar se suas criações atrairão os inspetores da "Michelin".

Mais recentemente, o chef francês Marc Veyrat também processou o guia depois de seu restaurante La Maison des Bois perder uma estrela.

Entretenimento