PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

Família real relembra homenagem da rainha Elizabeth ao príncipe Philip

Rainha Elizabeth ao lado do marido, príncipe Philip, em Londres - Paul Hackett
Rainha Elizabeth ao lado do marido, príncipe Philip, em Londres Imagem: Paul Hackett
do UOL

Do UOL, no Rio

10/04/2021 09h48

O perfil oficial da família real no Twitter relembrou uma homenagem que a rainha Elizabeth fez ao príncipe Philip durante um discurso no 50º aniversário de casamento deles em 1997.

Ele tem, simplesmente, sido minha força e permanência todos esses anos, e eu, e toda a sua família, e este e muitos outros países, temos com ele uma dívida maior do que ele jamais reivindicaria, ou jamais saberemos.

Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª por 73 anos, morreu ontem aos 99 anos. O anúncio foi feito através das redes sociais da família britânica.

"É com profunda tristeza que Sua Majestade, a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor", informou a conta da realeza.

Ao todo, Phillipe e Elizabeth foram casados por 73 anos. Juntos, tiveram quatro filhos: Charles, Anne, Andrew e Edward.

Salvas em Londres homenageiam o príncipe Philip

Na manhã deste sábado, salvas de tiros em todo Reino Unido aconteceram em homenagem ao príncipe. Na Torre de Londres, às margens do Tamisa, nos castelos de Edimburgo, Belfast, Gibraltar e os navios da Royal Navy, onde Philip serviu durante a Segunda Guerra Mundial, o som dos canhões ressoou às 12h00 (08h00 no horário de Brasília) na primeira das 41 salvas previstas.

Mensagem do papa

O papa Francisco enviou uma mensagem de pêsames neste sábado (10) à rainha Elizabeth II pela morte de seu esposo, ressaltando sua dedicação "ao casamento e à família".

Para você e principalmente para todos os que choram a morte na esperança certa da Ressurreição, invoco as bênçãos do Senhor de consolo e paz.

A família real disponibilizou um livro de condolências virtual para aqueles que querem se despedir do príncipe Philip. A realeza britânica explicou que a decisão de não deixar o livro exposto ao público foi tomada levando em consideração a pandemia do novo coronavírus.

"Durante a atual situação de saúde pública, os livros de condolências não estarão disponíveis para o público assinar. A família real pede que o público considere fazer uma doação para uma instituição de caridade, em vez de deixar tributos florais em memória do Duque", diz a publicação.

O Palácio de Buckingham não informou a causa da morte e ainda não há informações sobre o funeral.

Philip foi internado no hospital King Edward 7º no dia 16 de fevereiro, em Londres. Alguns dias depois, a coroa disse que ele estava tratando de uma infecção.

O Duque de Edimburgo — um dos títulos de Philip — chegou a fazer um procedimento no coração em outro hospital, o São Bartolomeu, no dia 5 de março. Um porta-voz da realeza informou que a cirurgia tinha sido bem-sucedida. Ele recebeu alta no dia 16 de março, após cerca de um mês internado.

Entretenimento