PUBLICIDADE
Topo

Demi Moore lança podcast erótico e dá detalhes sobre sua 'voz de sexo'

Demi Moore na capa do podcast erótico "Dirty Diana" - Reprodução/Facebook
Demi Moore na capa do podcast erótico "Dirty Diana" Imagem: Reprodução/Facebook
do UOL

Do UOL, em São Paulo

13/07/2020 17h35

Demi Moore lançou hoje o podcast erótico "Dirty Diana", um projeto de ficção que dá uma visão feminina para o sexo, e abriu o jogo em entrevista à Vogue sobre como faz sua "voz de sexo" e como os jovens aprendem sobre o prazer.

A atriz, que completa 58 anos em novembro, diz que topou entrar para o projeto porque existe ainda "muita vergonha ligada à nossa sexualidade" e a ideia de que é apenas aceitável querer sexo quando for para procriação.

"Mesmo sendo mulheres modernas, que podem sentir que temos mais liberdade, ainda é essa corrente. ['Dirty Diana'] é tão positiva em relação ao sexo", disse.

A atriz defende a proposta de que as mulheres precisam mostrar seu ponto de vista, e não deixar Hollywood tratar o sexo apenas a partir do cenário masculino.

Ela, inclusive, disse que percebeu que as mulheres precisam falar mais sobre prazer quando foi com a filha em uma aula de sexo, cujo assunto principal era o medo: de engravidar, de pegar doenças sexualmente transmissíveis e do orgasmo masculino — que leva à gravidez.

"Em nenhum lugar havia algo sobre o orgasmo feminino. Eu pensei: 'Não podemos esperar que homens ou meninos saibam [sobre orgasmo] se não temos nem permissão para identificá-lo. Quero dizer, eles descobrem suas coisas muito rápido. Tomamos um pouco mais de requinte", apontou.

Na hora de gravar o podcast, Moore explicou que, por ser apenas áudio, você consegue direcionar e imaginar o orgasmo. "É quase como fazer algo com os olhos fechados. Havia uma certa segurança que permitia que fosse mais íntimo, porque você não sente a vulnerabilidade de ser exposto fisicamente."

"Voz de sexo"

Em uma cena de "Dirty Diana", uma pessoa pergunta para a protagonista se alguém já falou que ela tem uma voz de "operadora de sexo" por telefone. Porém, Demi Moore não gosta nada de sua própria voz — muito pelo contrário.

"Como a maioria das pessoas, não suporto me ouvir. Faz minha pele arrepiar, mas sei que tenho uma certa textura na minha voz que comunica algo sedutor, de certa maneira", admitiu.

A atriz contou que houve uma cena de sexo no podcast que foi "engraçada e definitivamente estranha", em que todos tiveram que se ouvir.

"Fizemos tudo isso em chamada de vídeo. Eu estava no meu banheiro e outros estavam nos seus armários, porque todos nós tínhamos que estar em espaços fechados", contou.

Na entrevista, a atriz ainda criticou como os jovens aprendem sobre sexo através da pornografia. "Os jovens estão aprendendo sobre sexo através da pornografia tradicional, que, infelizmente, é um produto. Não há nada que se assemelhe à realidade do que uma mulher experimenta ou deseja."

Entretenimento