PUBLICIDADE
Topo

'Passei por uma quarentena de um ano e não morri', diz Claudia Rodrigues

Claudia Rodrigues - Reprodução/Instagram
Claudia Rodrigues Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

03/06/2020 04h00

Os últimos anos não têm sido fáceis para Claudia Rodrigues. A atriz luta contra esclerose múltipla, doença neurológico e autoimune, e já precisou ser hospitalizada algumas vezes.

Já passei por uma quarentena de um ano e não morri

Com força de vontade e foco no tratamento, a humorista tenta se reerguer a todo momento e, mesmo de quarentena em casa, resolveu se reinventar e garantir um pouco de diversão.

Para os fãs que morrem de saudade de vê-la na TV, Claudia se apresenta em uma live do seu canal do Youtube no próximo domingo (7) às 19h.

Minha live vai ter a cara da Claudinha, ou seja, será imprevisível! Vai ser diferente de todas que vocês já viram, estou preparando algo muito especial, mas se eu contar perde a graça. A única coisa que posso garantir, é que vou fazer vocês rirem muito comigo

Saudades, minha filha?

Na TV, Claudia já interpretou muitas personagens cômicas de sucesso. Do "Zorra Total" a "Diarista", as personagens caíram no gosto do público, que sente muita falta da atriz.

Tenho saudades de todas as personagens. Mas a Marinete foi a que me consagrou, portanto é a que sinto mais saudades, o programa era maravilhoso, a Marinete é a que o público mais sente falta

Aliás, vamos relembrar as melhores patadas da protagonista de "A Diarista"?

Claudinha sente falta do trabalho e dos amigos, ela prefere não citar nomes, mas diz que alguns se afastaram.

"Sinto falta de todo mundo na verdade. Sinto falta do meu programa, dos meus amigos. Mantenho muitas amizades e quem se afastou, se afastou porque não era minha amiga realmente. Então que bom que se afastou!"

'Quarentena está muito chata'

Nos últimos meses, Claudia Rodrigues tem enfrentado uma batalha de idas e vindas de internações hospitalares. No início do ano, a humorista sofreu uma queda em uma clínica no interior paulista, onde realizava tratamento com células-tronco para esclerose múltipla e teve uma infecção urinária provocada por uma bactéria localizada na bexiga e ficou internada em coma induzido no hospital Albert Einstein.

Antes disso, ela precisou ficar isolada por um bom tempo após passar por um transplante de células-tronco, em 2017. Claudia está acostumada a ficar de quarentena e conta como tem passado os últimos dias.

"Está muito chata, como para qualquer um. Mas já passei por uma quarentena de um ano e não morri. Estou em Curitiba, na casa da minha empresária e anjo da guarda, Adriane Bonato e faço minha rotina de atividades, só estou sem profissionais me acompanhando como sempre, por causa da quarentena. Mas estou me virando".

Ainda com limitações por conta do tratamento, Claudia tem fé que os sintomas sumirão de vez com o tempo. Ela conta de onde vem sua força e superação.

"Primeiramente a minha fé em Deus! E depois, minha empresária Adriane Bonato que desde agosto de 2013 me acompanha e me dá forças para que eu consiga superar todos os obstáculos que tenho no caminho! Ah e minha filha Iza Rodrigues também, super cuida de mim!".

Entretenimento