PUBLICIDADE
Topo

Seleção de Cannes 2020 terá mais filmes dirigidos por mulheres: 'Evolução'

A diretora Mati Diop no Festival de Cannes, em 2019 - Xinhua/Zhang Cheng
A diretora Mati Diop no Festival de Cannes, em 2019 Imagem: Xinhua/Zhang Cheng
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 14h38Atualizada em 03/06/2020 13h59

O diretor artístico do Festival de Cannes, Thierry Fremaux, deu um gostinho da seleção oficial de 2020 do evento, que sai amanhã. Apesar do cancelamento do evento físico pela pandemia do novo coronavírus, 56 longas vão receber o "selo de aprovação" de Cannes, e alguns serão exibidos em outros festivais.

Fremaux adiantou à revista Variety que a seleção de 2020 terá dois aspectos de destaque: primeiro, a presença maior de diretores estreantes, que estão no comando de 15 (26,7%) dos longas escolhidos; segundo, o aumento no número de filmes dirigidos por mulheres.

Sempre um ponto sensível a críticas no festival, a presença de mulheres diretoras se faz notar em 16 longas selecionados por Fremaux em 2020. É uma participação de 28,5% do total, e um aumento de dois títulos em relação ao ano passado, quando Cannes selecionou 14 filmes com direção feminina.

"A presença de mulheres cineastas é uma evolução que estamos observando nos últimos anos", comentou Fremaux. "Isso demonstra, em número e valor, a contribuição artística e humana que as mulheres fizeram ao cinema contemporâneo."

"Seleção linda"

O diretor artístico definiu a seleção como uma mistura de filmes "aguardadíssimos" com "descobertas" dos organizadores do festival.

"É um grupo lindo, que diz muito claramente que o cinema, que desapareceu das salas por três meses em 2020, pela primeira vez desde que os irmãos Lumière o inventaram em 1895, está mais vivo do que nunca", comentou.

Entretenimento