PUBLICIDADE
Topo

Fátima Bernardes critica ataque de Bolsonaro a jornalista: "Frustrante"

Fátima Bernardes critica ataques de Bolsonaro no Encontro - Reprodução/TV Globo
Fátima Bernardes critica ataques de Bolsonaro no Encontro Imagem: Reprodução/TV Globo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/02/2020 10h44

Fátima Bernardes criticou o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), por seus ataques contra a jornalista da Folha de S.Paulo, Patrícia Campos Mello, durante o programa Encontro, que apresenta na Rede Globo.

Ela apresentou as palavras mais usadas nas redes sociais na manhã de hoje, entre elas Bolsonaro e a hashtag "raspem o sovaco".

"Foi uma frase dita pelo deputado Eduardo Bolsonaro no plenário, atacando deputadas que reagiram a uma declaração do pai [Jair Bolsonaro] dele contra a jornalista da Folha de S.Paulo Patrícia Campos Mello", explicou ela, emendando a crítica ao presidente.

"É muito triste a gente ver o presidente do nosso país com uma declaração como essa, tentando fazer um ataque sexual a uma jornalista respeitada. Mas a gente aqui no nosso país, nós mulheres vivemos lutando por espaço, respeito e é muito frustrante, deixa todos indignadas quando vemos que um ataque como esse partindo de uma pessoa que tem o posto, o cargo mais importante e que se esquece que ele governa para todas as mulheres, para todos os homens, e que o comportamento dele serve de referência para o comportamento de todo mundo neste país", afirmou ela.

"É por isso que a gente vê um comportamento como esse vindo do presidente e logo depois a gente é obrigado a dar notícia de outro caso que gerou discussão, que é de uma adolescente de 17 anos que denuncia um motorista de aplicativo por assédio sexual, e ele diz que a culpa é da menina", acrescentou Fátima. O caso em questão envolveu até o nome de Anitta.

"Tenho certeza de que a declaração de Bolsonaro, não deixa só a mim, as jornalistas, as mulheres em geral, indignadas. Felizmente vemos muitos homens indignados com declarações como essas, contra as quais vamos continuar lutando. Não vai ser uma declaração que vai fazer com que a gente não continue lutando", concluiu a apresentadora, aplaudida pela plateia.

Na manhã de ontem, Bolsonaro afirmou que a jornalista "queria um furo", em referência a uma reportagem na qual Campos Mello entrevistou um ex-funcionário de uma agência de disparos em massa por Whatsapp.

"Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim", disse o presidente, que deu risadas da declaração ao lado de simpatizantes no Palácio da Alvorada.

Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa redonda do UOL sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Entretenimento