Topo

Pela 1ª vez, Globo perde para Record e fica em 2º lugar em Goiânia

Reprodução/Gshow
Eurico sofre em "O Sétimo Guardião" enquanto Globo está sofrendo em Goiânia Imagem: Reprodução/Gshow
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

24/01/2019 05h40

Pela primeira vez na história conhecida e monitorada da TV aberta, a Globo passou um dia todo em segundo e até terceiro lugares no ibope em Goiânia.

Capital de Goiás, com cerca de 1,5 milhão de habitantes, lá cada ponto de ibope vale por cerca de 8.300 domicílios sintonizados. Bem menos que São Paulo, portanto, onde cada ponto equivale a 73 mil casas. Mesmo assim relevante, já que não é a primeira vez que isso ocorre (leia mais no final do texto).

Leia mais:

Incertezas sobre grade 2019 causam tensão na Globo

Estreia de Tatá Werneck turbina ibope da Globo em todo o país

Na terça, em Goiânia, a Globo perdeu em mais de 10 horários/programas entre 8h e 1h. Nessa faixa, ficou com 9,0 pontos, contra 9,3 pontos da Record, e bem próximo o SBT, com 8,1 pontos.

Mais relevante, a Globo também perdeu no share (a participação de cada TV no universo de aparelhos ligados). Registrou 23,6% contra 24,3% da Record (SBT com 21,2%).

Até "O Sétimo Guardião" perdeu e ficou em segundo lugar: 21,9 x 22,1 SBT. O "Big Brother" também perdeu, por um décimo, só que para a Record: 13,1 x 13,2.

São dados consolidados, foram mensurados pelo Ibope mas obtidos pela coluna por terceiros (a Kantar Ibope não pode divulgar comparativos como este por motivos contratuais).

Vale relembrar que são dados de ibope relativos a apenas um dia. A Globo continua a ser uma emissora hegemônica na Grande Goiânia.

Mas, já não se sabe até quando. Goiânia se torna assim a segunda capital problemática para a maior emissora aberta do país; Salvador é a primeira.

Veja também:

Diretora de "Amor & Sexo" vai dirigir programa de Fernanda Gentil

Globo exclui Chico Pinheiro de rodízio do "Jornal Nacional"

Colunista Ricardo Feltrin no TwitterFacebook e site Ooops

Mais Entretenimento