PUBLICIDADE
Topo

Vítor Bueno critica árbitros de jogos do SPFC: "5 pontos ficaram para trás"

Vitor Bueno e Fernando Diniz conversam durante treino do São Paulo no CT da Barra Funda - Érico Leonan / saopaulofc.net
Vitor Bueno e Fernando Diniz conversam durante treino do São Paulo no CT da Barra Funda Imagem: Érico Leonan / saopaulofc.net
do UOL

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

19/02/2020 13h19

Neste Campeonato Paulista, o São Paulo reclamou de erros de arbitragens nas últimas partidas. Para o confronto deste sábado, em Barueri, o juiz será Raphael Claus - experiente e considerado um dos mais qualificados do estado. O atacante Vítor Bueno lamenta as falhas que teriam prejudicado a equipe na competição e espera que tais fatos não se repitam neste fim de semana.

"A tendência é [a arbitragem] não errar, não é amenizar [a quantidade de falhas]. É claro que não volta mais, mas foram no mínimo cinco pontos que ficaram para trás. Poderíamos estar em uma situação mais confortável. Tomara que ele entre para não errar mais. Enfim, é um árbitro experiente e um dos melhores que temos no país. Que ele possa ser justo, que é o que queremos", disse Vítor Bueno.

Além da arbitragem, outro ponto que preocupa o Tricolor é a escassez de gols. O São Paulo marcou apenas seis vezes em seis partidas neste estadual. Por isso, a principal crítica ao Tricolor paulista é ao ataque. Hoje, mais uma vez, a equipe trabalhou a finalização no CT da Barra Funda.

"Não estou ficando nervoso na cara do gol, acabou acontecendo um lance contra o Santo André isolado, nunca tinha feito isso. Fiquei até com vergonha, porque estava na cara do gol, a coisa mais difícil era chutar a bola para fora. Não falei para ninguém e não quero usar como desculpa, mas no lance a bola quicou, não tem essa câmera, mas a bola quicou e tirou do meu pé. Tenho que me cobrar, também sou responsável por essa falta de gols do São Paulo", disse Bueno, que poderá contar com o retorno de Antony, negociado com o Ajax.

"O Antony tem uma característica que poucos têm. Ele é muito ágil e veloz. Isso nos dá a força do contra-ataque. Ele prende muito bem a bola também. Se ele for jogar, vai nos ajudar muito", completou o atacante.

Esporte