PUBLICIDADE
Topo

Pato é mais um atacante de rede social do que de futebol, diz Zupak

Alexandre Pato, do São Paulo, tem gol impedido anulado durante partida contra o Avaí pelo Campeonato Brasileiro - Marcello Zambrana/AGIF
Alexandre Pato, do São Paulo, tem gol impedido anulado durante partida contra o Avaí pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
do UOL

Colaboração para o UOL,em São Paulo

17/01/2020 12h59

Otimista em relação à temporada 2020, Alexandre Pato, para Gustavo Zupak, precisa repetir dentro de campo o comportamento que tem em suas redes sociais. Citando, durante o Sportscenter desta sexta-feira, a publicação feita pelo atacante do São Paulo, ontem, em seu Instagram, o comentarista criticou a postura 'alienada' do jogador, que inicia o ano em baixa.

"Quando a gente questiona o comportamento do Pato, não é sobre mau comportamento, porque, por onde ele passa, não arruma briga com ninguém, as pessoas gostam dele. (...) Só que as coisas não acontecem, ele nunca pareceu muito dentro dos trabalhos, sempre meio alienado da vida", falou Zupak.

"Ontem, ele fez uma postagem nas redes sociais falando sobre o trabalho, que vai ser um 2020 de muita entrega, só que o problema é justamente esse: O Pato é mais um atacante de rede social do que propriamente de futebol. A gente não vê ele repetindo em campo o comportamento que ele passa nas redes sociais, e isso é muito pouco. Embora a vontade dele seja de vencer, ele não tem conseguido e começa o ano muito em baixa", completou.

No São Paulo desde março de 2019, Pato sofreu com problemas físicos ao longo do ano, o que, somado ao desempenho apático em jogos e treinos, colocou o atacante no banco de reservas tricolor no último mês da temporada. Ao todo, o atacante atuou em 22 jogos e marcou cinco gols.

Esporte