Topo

“Sou homem de palavra”, diz Maxi sobre declarações de presidente do Vasco

Atacante Maxi Lopez caiu rapidamente nas graças da torcida vascaína - Celso Pupo/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Atacante Maxi Lopez caiu rapidamente nas graças da torcida vascaína Imagem: Celso Pupo/Fotoarena/Estadão Conteúdo
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

21/08/2019 12h52

No dia em que o Vasco completa 121 anos, o atacante Maxi Lopez, que teve recente passagem por São Januário e caiu nas graças da torcida, publicou um texto voltado aos cruzmaltinos, fazendo elogios aos torcedores e salientando a história do clube.

O argentino aproveitou e também respondeu declarações feitas pelo presidente Alexandre Campello, no início desta semana, que afirmou que "Maxi cuspiu no prato que comeu".

No comunicado, feito em uma rede social, o atacante garantiu que promessas feitas a ele pela diretoria do Vasco não foram cumpridas, que é um homem de palavra e que apenas reivindicou o que lhe era de direito.

"Não vou entrar no mérito, nem comentar as últimas declarações direcionadas a mim, pois prefiro esclarecer à gigantesca torcida que de forma alguma reivindiquei algo além do que me foi prometido. As promessas feitas a mim não foram cumpridas da maneira como deveriam. Sou um homem de palavra e não vejo com bons olhos a quebra de acordos previamente estabelecidos. Já falei e reforço que não gostaria de me sentir prejudicando o clube pelo qual tanto lutei e tem um espaço gigantesco no meu coração. Por estes tais motivos, resolvi pedir a minha rescisão de contrato e apenas reivindiquei o que me era de direito", diz, em trecho do texto.

Maxi Lopez chegou ao Cruzmaltino em julho do ano passado e pediu a rescisão oficial em maio deste ano, após ficar insatisfeito com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que não o relacionou para o jogo com o Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro.

O atacante, que foi um pilar na fuga do rebaixamento no Brasileiro do ano passado, disputou 38 jogos e fez 11 gols com a camisa do Vasco.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Veja o comunicado na íntegra:

"Gostaria de me dirigir à apaixonada torcida do Vasco, que sempre me apoiou e não media esforços para estar em São Januário empurrando o time, mesmo nos momentos mais difíceis. Vesti a camisa cruz maltina com grande orgulho e levarei isso para sempre comigo.

O Vasco é um clube centenário e de tradição e jamais esquecerei a honra de defender suas cores. Quando decidi voltar ao futebol brasileiro depois de um longo período atuando na Europa, acreditei no projeto que me foi vendido, de crescimento do clube, investimento na equipe e valorização do grupo de atletas, para que tivéssemos condições de sair de uma situação desconfortável em que o clube se encontrava e pudéssemos lutar por objetivos maiores. Acreditei no projeto, comprei a ideia e voltei ao Brasil com o intuito de colaborar e fazer parte desta fase de reformulação e crescimento.

Não vou entrar no mérito, nem comentar as últimas declarações direcionadas a mim, pois prefiro esclarecer à gigantesca torcida que de forma alguma reivindiquei algo além do que me foi prometido. As promessas feitas a mim não foram cumpridas da maneira como deveriam. Sou um homem de palavra e não vejo com bons olhos a quebra de acordos previamente estabelecidos. Já falei e reforço que não gostaria de me sentir prejudicando o clube pelo qual tanto lutei e tem um espaço gigantesco no meu coração. Por estes tais motivos, resolvi pedir a minha rescisão de contrato e apenas reivindiquei o que me era de direito.

Dentro do clube, trabalhei incansavelmente nos momentos mais complicados pra nós e posso dizer com orgulho que consegui ajudar o time a permanecer em seu lugar, que é a elite do futebol brasileiro. Meu objetivo sempre foi reforçar a grandeza deste escudo, colaborando dentro e fora de campo de todas as maneiras possíveis. Tenho imensa gratidão por todos os momentos vividos no clube, respeito muito o Vasco como entidade e tenho plena consciência da representatividade desta camisa.

Gostaria também de me direcionar aos meus colegas de vestiário e funcionários, que foram de extrema importância na minha passagem por São Januário. Agradeço por estarem comigo nesta trajetória pelo Rio e desejo muito sucesso a todos".

Mais Esporte