Topo

Russo que perdeu título mundial da marcha é suspenso pela 2ª vez por doping

21/08/2019 12h28

Moscou, 21 ago (EFE).- O russo Sergey Bakulin, que já teve retirado o título dos 50 quilômetros da marcha atlética, no Campeonato Mundial de 2011, foi suspenso por oito anos pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF), acusado de violar as regras antidoping da entidade.

O marchador, de 32 anos, já estava afastado das competições desde 3 de abril deste ano, sob suspeita de uso de substâncias proibidas. Então, a punição é retroativa a partir desta data. Os resultados de 20 de maio de 2018 em diante, no entanto, passam a ser desconsiderados, por desqualificação.

Em 2015, o Bakulin já havia sido suspenso por três anos e dois meses pela Agência Antidoping Russa, depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS) confirmou a retirada da medalha de ouro obtida no Mundial de 2011, realizado na cidade de Daegu, na Coreia do Sul.

No mês passado, a IAAF manteve a suspensão da Federação Russa de Atletismo, determinada em novembro de 2015, consequência de um esquema patrocionado pelo governo local, de consumo de substâncias ilegais por atletas. EFE

Mais Esporte