Topo

Quem é o jogador que recusou salário de 30 milhões de dólares na NFL

Dak Prescott em ação durante aquecimento antes de jogo do Dallas Cowboys contra o San Francisco 49ers - Thearon W. Henderson/Getty Images/AFP
Dak Prescott em ação durante aquecimento antes de jogo do Dallas Cowboys contra o San Francisco 49ers Imagem: Thearon W. Henderson/Getty Images/AFP
do UOL

Lucas Tieppo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/08/2019 04h00

Cérebro de um time de futebol americano, o quarterback joga na posição que mais ganha dinheiro na NFL. Atualmente, um jogador da função, Russell Wilson, do Seattle Seahawks, tem o melhor salário da liga. O lado ruim é que cada renovação contratual de um destes jogadores se torna uma novela. E a próxima já tem protagonista: Dak Prescott.

O camisa 4 do Dallas Cowboys terá seu vínculo com a franquia encerrado em 2020, quando poderá negociar com qualquer franquia da NFL. Em 2019, ele joga seu último ano de contrato de calouro com um salário bastante baixo para a liga, de 2 milhões de dólares.

Prescott estar adaptado à cidade e a franquia demonstrar interesse em sua permanência teoricamente seriam fatores que levariam a uma renovação tranquila, certo? Errado.

A jornalista Jane Slater, da NFL Network, revelou que Prescott recusou uma proposta de renovação com salários anuais de 30 milhões de dólares, valores que o colocariam como o quinto quarterback mais bem pago da liga ao lado de Matt Ryan, do Atlanta Falcons.

A pedida de Prescott seria de 40 milhões de dólares segundo Slater, o que o tornaria o jogador mais bem pago da NFL. Outros veículos norte-americanos, no entanto, dizem que o atleta aceitaria receber entre 33 e 35 milhões de dólares.

Russell Wilson, dono do maior salário, renovou seu contrato com os Seahawks recentemente para receber 35 milhões de dólares por ano. Aos 26 anos, Prescott é um talentoso quarterback, mas tem bola o suficiente para ser o jogador mais bem pago da liga?

Em três anos como líder dos Cowboys, time mais valioso do mundo segundo a Forbes, o camisa 4 liderou o time a campanha de 32 vitórias e 16 derrotas em temporada regular, além de duas aparições em playoffs. Na fase eliminatória, tem uma derrota em 2016 para o Green Bay Packers na semifinal da Conferência Nacional e uma vitória e uma derrota nos playoffs da última temporada.

Prescott, que substituiu Tony Romo, um dos maiores nomes da NFL, foi eleito o melhor calouro ofensivo de 2016. Em três anos na liga, completou 66,1% dos passes e 10.876 jardas, com 67 touchdows e 25 interceptações.

Resta saber se o Dallas Cowboys, dono de cinco títulos da NFL, entende que Prescott é o quarterback certo para guiar o time até um Super Bowl, o que não acontece desde a temporada 1995.

Relembre: Brady ironiza "haters" após sexto título do Super Bowl

UOL Esporte

Mais Esporte