PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

SBT sonha com Datena e Benja em equipe esportiva em 2021

Datena já recusou convites de Silvio Santos, mas agora há outra perspectiva - Reprodução
Datena já recusou convites de Silvio Santos, mas agora há outra perspectiva Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

14/09/2020 00h18

A compra dos direitos de exibição da Libertadores e da Conmebol deram um grande impulso a uma nova fase —inédita— de investimentos esportivos do SBT. Como esta coluna analisou ontem, é como se a emissora de Silvio Santos tivesse renascido.

Depois de comprar os dois importantes campeonatos —que já estão sendo vendidos a toque de caixa por seu departamento comercial— a emissora fez algumas contratações para sua nova equipe esportiva.

Além de Téo José como locutor para a Libertadores, e de ter fechado acordo com o comentarista Mauro Bettng, como o UOL Esporte antecipou, o SBT tem outros famosos dois profissionais de TV em sua mira. Se não para este ano, ao menos para 2021.

Embora seja ainda apenas um projeto —ou mesmo um sonho—, um dos alvos do SBT é José Luiz Datena, da Band, segundo esta coluna apurou.

Se tudo desse certo, ele poderia se tornar o principal narrador esportivo do SBT no futuro.

Silvio Santos gosta muito do âncora do "Brasil Urgente" (Band) e, ao menos duas vezes, já tentou levá-lo para o SBT.

Ao contrário do que acontece com Record e RedeTV, com quem integra a hoje apagada joint-venture Simba, o SBT não tem um acordo de cavalheiros com a Band que o impeça de assediar as estrelas da concorrente do Morumbi.

As vantagens para Datena, 63 anos, seriam muitas:

A primeira seria que ele voltaria para sua origem profissional, que foi a cobertura esportiva em rádio.

A segunda, que ele poderia, no SBT, manter um elevado salário, inclusive com participação em merchandisings, e trabalhar e se estressar muito menos que hoje no "Brasil Urgente".

E ainda há um outro componente pessoal: apesar de adorar trabalhar na Band e do respeito que tem e dá à família Saad, Datena estaria chateado com o clima "Brasil Urgente".

Apesar de já ter aberto mão de centenas de milhares de reais do próprio salário (isso mesmo, centenas) para que não houvesse demissões na equipe do jornalístico, ele estaria cansado de se ver acusado de maus tratos e até de assédio na emissora.

Ele enxerga ingratidão nessas "denúncias".

Contrato também não seria possivelmente um empecilho: nestes tempos de coronavírus e crise econômica as rescisões contratuais se tornaram bem mais simples.

"Ali" com o Benja

Outro profissional no alvo do SBT é Benjamin Back, o Benja, hoje na Fox Sports.

A ideia é que ele comande alguns dos novos programas esportivos que vêm sendo planejados pela direção da TV de Silvio Santos —inclusive as indefectíveis mesas redondas.

O problema é que há hoje muita insegurança na equipe da Fox Sports sobre seu futuro em médio prazo.

Na verdade tem sido assim desde que a 21st Century Fox (ex-dona Fox Sports, entre outros) foi comprada ao "megagrupo" Disney —que já é dono dos canais ESPN. Uma fusão futura (prevista para 2023) deve causar muitas demissões.

Back é muito bem visto nos bastidores do SBT e tem boa recepção no mercado publicitário.

Mas, como diz o título deste texto, por ora tudo ainda está no mundo das ideias e dos planos para o próximo ano.

Se tudo que o SBT pretende se realizar, melhor para o esporte, o futebol e a TV como um todo.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Entretenimento