PUBLICIDADE
Topo

Halle Berry pede doações para loja incendiada durante protestos nos EUA

15.mai.2019 - Halle Berry durante evento em Hollywood - Albert L. Ortega / Getty Images
15.mai.2019 - Halle Berry durante evento em Hollywood Imagem: Albert L. Ortega / Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 16h13

Halle Berry usou as redes sociais hoje para defender Ned Harounian, um dono de loja que perdeu seu negócio em meio aos protestos antirracistas nos Estados Unidos. Em publicação no Twitter, a atriz pediu doações para o senhor de 81 anos que teve o comércio saqueado.

"Um empresário imigrante teve sua loja queimada e as joias de sua esposa recentemente falecida roubadas. As coisas estão loucas agora, mas espero que todos possamos dedicar um minuto para ajudar esse homem! Doe se puder", escreveu.

Até o momento, a página criada para as arrecadações no GoFundMe já recebeu mais de US$ 29 mil (aproximadamente R$ 151 mil) em doações.

A onda de protestos nos Estados Unidos começou após a morte de George Floyd. O homem negro de 40 anos morreu no dia 25 de maio depois de ter sido imobilizado com um joelho sobre o pescoço durante uma abordagem policial violenta na cidade de Minneapolis, no estado norte-americano de Minnesota.

Entretenimento