PUBLICIDADE
Topo

Catra, Conka e Ludmilla já visitaram apê que virou conto de terror na web

Boss in Drama gravou com Mister Catra em apartamento do "quarto do Pedrinho", que virou conto de terror na web - Reprodução/YouTube
Boss in Drama gravou com Mister Catra em apartamento do "quarto do Pedrinho", que virou conto de terror na web Imagem: Reprodução/YouTube
do UOL

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

17/01/2020 18h45

"Um amigo uma vez alugou um apartamento que tinha um quarto trancado. Alugaram o apartamento para ele, disseram que não podia abrir aquele quarto E ELE ACEITOU DE BOA." Se você entra no Twitter com frequência, deve ter visto em sua timeline a história do "quarto do Pedrinho": uma thread ganhou ares de conto de terror ao contar casos sobrenaturais que teriam acontecido na antiga moradia de Péricles Martins, mais conhecido como Boss in Drama, produtor musical responsável por sucessos de Karol Conka. No imóvel, situado na Avenida Paulista, em São Paulo, havia um quarto trancafiado e coisas muito estranhas aconteciam por lá. Até sangue na porta ele encontrou!

O UOL procurou Boss in Drama, que topou recordar algumas histórias além da thread que viralizou —até o momento da publicação desta matéria, ela havia ultrapassado as 92 mil curtidas. O produtor musical, que recebeu nomes como Mr. Catra e Ludmilla no tal imóvel e já dividiu palco com nomes como LCD Soundsystem e Franz Ferdinand, revelou ter se assustado mais com a repercussão que com os casos revelados pelo amigo Paulo Terron na rede social.

"Quando saí daquele apartamento, nem contava para as pessoas o que havia acontecido, mas o Terron desenterrou toda a história. Fiquei com raiva por um momento, mas tudo bem, comecei a vasculhar uns arquivos, e deixei para ele contar o final da história, porque não queria falar", diz Boss in Drama, sobre o suspense criado pelo amigo na série de tweets.

O produtor morou no apartamento entre 2012 e 2016, e decidiu alugar o imóvel com três quartos por causa do valor baixo que os proprietários estavam pedindo: "Os aluguéis naquele prédio custavam de R$ 2,5 mil a R$ 3 mil e esse apartamento estava a R$ 1,3 mil, menos da metade. Para um apartamento na avenida Paulista, era muito bom, mas tinha que acontecer alguma coisa".

Catra, Conka e Ludmilla visitaram apê

Apesar das histórias aterrorizantes —vultos, vozes, barulhos e até reclamações dos vizinhos mesmo quando não havia ninguém em casa—, Péricles guarda boas recordações do local, onde instalou um estúdio e gravou com artistas consagrados da música.

"Na parte criativa, o apartamento me inspirou. Com Karol fiz Lista VIP e Toda Doida, que mudou minha vida, foi quando o Brasil me conheceu. Mr. Catra foi ao apartamento e fizemos uma música em meia hora. Até a Ludmilla visitou aquela casa quando ainda era MC Beyoncé, antes da fama. Ela ia gravar um beat, mas não rolou", recorda.

Os sustos ficavam por conta do colega com quem dividia o apartamento: "Reformei o imóvel, deixei a coisa mais linda do mundo, mas tinha esses pesos espirituais. Sempre fui cético, nunca tive medo, mas o amigo com quem eu dividia o apartamento falava que o lugar era assombrado".

Após quatro anos convivendo com a energia misteriosa do local, Boss in Drama finalmente se mudou: "Estou morando no Centro, sozinho. Quando comecei a ganhar dinheiro, a primeira coisa que decidi na vida foi: 'vou sair correndo daqui'", ri de nervoso.

Entretenimento