PUBLICIDADE
Topo

Primeiro Power Ranger azul chora na CCXP e diz por que não volta para série

David Yost, o primeiro Ranger azul, se emociona na CCXP 2019 - Iwi Onodera/UOL
David Yost, o primeiro Ranger azul, se emociona na CCXP 2019 Imagem: Iwi Onodera/UOL
do UOL

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

08/12/2019 14h31

Intérprete de Billy, o primeiro Ranger azul de Power Rangers, David Yost se emocionou no painel Hora de Morfar, na CCXP 2019. Ele disse se impressionar com o interesse do público até hoje pela série, que explodiu pelo mundo no anos 1990.

"Incrível perceber que as pessoas ainda queriam conversar com a gente. Eu não tinha ideia do impacto de Power Rangers na vida de tantas pessoas. Muitos dizem que Power Rangers lhes dava esperanças. Eu levo isso muito a sério", disse.

Muito comovido, o ator não segurou as lágrimas e acabou sendo aplaudido pelo público do painel: "Saibam que vocês significam muito para mim. Desculpa, eu estou chorando".

Yost diz que voltou a ser convidado para fazer a série e e explicou que não aceitou porque ele hoje faz parte do sindicato dos atores e que por isso não aceitaria trabalhar sem receber pelos seus direitos.

"Não tinha convênio, o dinheiro ficava todo com eles. A gente trabalhava seis dias por semana, de 12 a 15 horas por dia", criticou.

Como é ser o principal cosplayer do Coringa na CCXP

UOL Entretenimento

O sucesso de Power Rangers

David disse ter se surpreendido à época do sucesso de Power Rangers. "A gente não tinha ideia da popularidade. 'Agora sou um superstar [pensou ele na ocasião]", afirmou ele, relembrando o assédio no shopping e quando parou o trânsito de Los Angeles: "Era um trânsito de 12 km e fizemos shows para 35 mil pessoas", disse ele sobre o auge da carreira.

Ele lamentou o destino dado a série, que renovou o elenco original. "Gostaria que os seis atores originais pudessem ter ficado. Três saíram e três ficaram. Acho que muito se perdeu, sem ofender os atores que entraram. As coisas desandaram", opinou o ator, acrescentando que o último filme de Power Rangers poderia ter aproveitado mais elementos clássicos da série.

"Deveriam ter usado a trilha original. Eles cortaram. Só falaram uma vez 'hora de morfar'", afirmou, falando a célebre frase de Power Rangers em português.

Entretenimento