Topo

Diretor de Coringa nega que sequência do filme esteja sendo produzida

Joaquin Phoenix e Todd Phillips participam de evento para lançamento do filme Coringa - Kevin Mazur/WireImage
Joaquin Phoenix e Todd Phillips participam de evento para lançamento do filme Coringa Imagem: Kevin Mazur/WireImage
do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/11/2019 13h10

Resumo da notícia

  • Hollywood Reporter afirmou que o diretor Todd Phllips já tinha negociações para produzir continuação do Coringa
  • O site Deadline rebateu a informação e disse que nunca havia tido um encontro entre o diretor e a Warner
  • IndieWire entrevistou Todd Phillips, que disse não ter nenhum contrato firmado para produzir a continuação
  • No entanto, diretor não descartou a possibilidade de realizar um novo filme sobre o personagem no futuro

Os sites The Hollywood Reporter e Deadline divergiram ontem ao publicarem notícias sobre uma possível sequência do filme Coringa, que foi um sucesso de bilheteria no Brasil e no mundo.

O Hollywood Reporter afirmou que a Warner já estava se movimentando para produzir a sequência do primeiro longa e, inclusive, ressaltou que o diretor Todd Phillips já havia se encontrado com o presidente do estúdio, Toby Emmerich, para alinhar mais detalhes sobre a produção. Neste encontro, ele também teria pedido para ganhar os direitos de "desenvolver um portfólio de personagens da DC".

Já o Deadline publicou que tal encontro não teria ocorrido e que não havia nenhuma negociação em andamento nem com Todd Phillips, nem com Joaquin Phoenix, ator que deu vida ao personagem icônico da DC.

Na manhã de hoje, o site IndieWire conseguiu conversar com Todd Phillips, que deu a sua versão sobre o que realmente está acontecendo. Segundo o diretor, ele não teve nenhuma reunião com Toby Emmerich no dia 07 de outubro, como foi publicado pelo Hollywood Reporter.

"Eu posso dizer honestamente que não fiz nenhuma reunião no dia 07 de outubro. Primeiro de tudo, você me conhece e conhece minha carreira, esse não é o meu estilo. Eu fiz uma comédia gigante com a Warner, "Se Beber Não Case", e não me tornei um 'produtor de fábrica' de comédias do tipo: 'ah, vamos apenas produzir filmes de comédia'. Bradley Cooper e eu temos uma empresa de produção na Warner. Eu tenho estado na Warner há 15, 16 anos. Nós temos duas coisas em desenvolvimento o tempo todo, não 40 como algumas pessoas estão dizendo. Não sou o tipo de cara que diz que quer 40 títulos. Eu simplesmente não tenho energia (para isso)", explicou.

Phillips ressalta que apenas sugeriu à Warner fazer uma série mais sombria e focada em personagens das histórias dos quadrinhos quando começou a trabalhar no projeto do Coringa.

"Quando eu ofereci para eles o Coringa, a ideia não era fazer um filme, e sim criar uma marca inteira. Mas eles descartaram aquilo rapidamente e eu entendi. Quem sou eu para entrar e começar um projeto dentro de um estúdio de cinema? Mas eles disseram: vamos fazer esse aqui", salientou Phillips.

O diretor também ressaltou que, neste momento, não existe nenhum contrato firmado ou sequer um roteiro para que uma sequência de Coringa. No entanto, isso não significa que um novo filme esteja fora dos planos da Warner, já que ele arrecadou mais de US$ 1 bilhão nas bilheterias de todo o mundo.

"Bem, um filme não ganha um bilhão de dólares e eles não falam sobre uma sequência. Joaquin e eu dissemos publicamente que conversamos sobre uma sequência desde a segunda semana de filmagens, porque é uma coisa divertida de se falar. Mas o artigo do Hollywood Reporter estava se referindo a outras coisas além daquelas que eram francamente falsas. Não sei como tudo começou, se foik algum assistente tentando ganhar credibilidade nas ruas com um escritor", ressaltou Phillips.

Por fim, Phillips se recusou a falar sobre um trecho da reportagem do Hollywood Reporter que alegava que ele estaria recebendo quase US$ 100 milhões por "Coringa" porque "ele adiou seu salário inicial em troca de uma fatia maior da receita".

"Aqui está a verdade sobre uma possível sequência: Joaquin e eu conversamos sobre isso durante uma turnê pelo mundo com executivos da Warner. Estávamos sentados no jantar e eles estavam dizendo: 'então, você pensou em (fazer uma continuação)?' Mas, falando em contratos, não há contrato para escrevermos uma sequência, nunca abordamos Joaquin para fazer uma sequência. Isso vai acontecer? Mais uma vez, acho que o artigo foi antecipatório, na melhor das hipóteses", finalizou o diretor.

Entretenimento