Topo

Ibope da Globo cresce com Bolsonaro; veja ranking da TV aberta

William Bonner e Renata Vasconcellos apresentam o "Jornal Nacional" - Reprodução/Globo
William Bonner e Renata Vasconcellos apresentam o "Jornal Nacional" Imagem: Reprodução/Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

20/09/2019 00h09

Desde janeiro os bolsonaristas radicais atacam, xingam, sobem hashtags negativas, tripudiam dos erros, desprezam os acertos, perseguem os profissionais da Globo nas redes, mas o público nacional médio da emissora —aparentemente— não está nem aí.

Desde que o governo Bolsonaro começou, o ibope da emissora só cresceu.

É o que mostram dados exclusivos de audiência nacional, obtidos pela coluna. A mensuração é feita pela Kantar Ibope Media nas 15 maiores regiões metropolitanas do país, no chamado PNT (Painel Nacional de Televisão).

Por cláusula contratual com as TVs, a Kantar Media não pode divulgar esses dados, que foram obtidos pela coluna por outras vias.

Os dados abaixo se referem à chamada "faixa comercial" da TV, que vai das 7h à 0h. Cada ponto equivale a cerca de 254 mil residências.

Em janeiro, primeiro mês de Bolsonaro, a Globo registrou média de 14,63 pontos no PNT. No mês passado esse índice já estava em 16,49 pontos, um relevante acréscimo de 12,7%.

A Globo também cresceu em participação no universo de TVs ligadas: passou de 33,79% em janeiro para 35,93% em agosto.

Ou seja, eram quase 34 em cada 100 TVs ligadas no país no começo do ano, hoje são quase 36 em cada 100.

Em pontos de ibope, o crescimento da Globo tem sido consistente em meio a forte concorrência de outras mídias, como o streaming e a internet em si.

Foram 14,63 pontos em janeiro, 15,6 pontos em março, 15,80 em junho e 16,49 em agosto, por exemplo.

Tanto na TV aberta como na TV paga, a Globo continua sendo o canal mais visto.

Registro: entre as abertas, a emissora sozinha tem mais pontos (16,49) e share (35,93%) que SBT, Record, Band, RedeTV e TV Cultura somadas (15,15 pontos e 33,1%).

Veja o ranking de ibope dos canais abertos mensurados pela Kantar Ibope no mês de agosto
em pontos e share (%)

Globo: 16,49 pontos e 35,93%

SBT: 6,44 e 14,03%

Record: 6,23 e 13,58%

Band: 1,50 e 3,28%

RedeTV: 0,58 e 1,26%

TV Cultura: 0,40 e 0,86%

TV Brasil: 0,32 e 0,69%

Rede Vida: 0,20 e 0,44%

RecordNews: 0,19 e 0,42

TV Aparecida: 0,18 e 0,40%

TV Gazeta: 0,11 e 0,24%

TV Novo Tempo: 0,06 e 0,13%

CNT: 0,04 e 0,09%

RIT: 0,04 e 0,08%

TV Escola: 0,02 e 0,04%

TV Câmara: 0,02 e 0,03%

TV Senado: 0,01 e 0,03%

Canal Futura: 0,01 e 0,02

TV Justiça: 0,00 e 0,01

Fonte: Dados do PNT mensurados pela Kantar Ibope Media; 15 regiões metropolitanas, PNT

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Mais Entretenimento