Topo

"Do nada, o estrondo", diz motorista sobrevivente em acidente com Boechat

Reprodução/TV Globo
Motorista sobrevivente em acidente que matou Boechat relata momentos de apreensão Imagem: Reprodução/TV Globo
do UOL

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

12/02/2019 01h42

O motorista João Aldroaldo Tomackeves, de 52 anos, relatou momentos de apreensão durante o acidente com o caminhão em que dirigia e que foi atingido pelo helicóptero que levava o apresentador Ricardo Boechat, nesta segunda-feira (11).

Aldroaldo iria carregar o caminhão em Cajamar, cidade localizada na Região Metropolitana de São Paulo, e depois seguiria viagem para o Sul do país. O motorista, no entanto, foi surpreendido pela queda do helicóptero em cima da cabine do seu caminhão na rodovia Anhanguera, próximo à alça que dá acesso ao km 7 do Rodoanel.. Aldroaldo teve ferimentos leves, mas sentiu-se mal e depois foi levado para um hospital da região. Ele recebeu alta à noite.

"O helicóptero veio de cima para baixo, não veio de frente para mim. Não tinha nada na minha frente, a rodovia estava 'limpa'. Aí do nada, aquele estrondo e sobe metade da cabine em minha frente", relatou Aldroaldo em entrevista à TV Globo.

O acidente

Boechat morreu em acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, por volta do meio-dia desta segunda, quando voltava de uma palestra em Campinas. O piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, que tentava fazer um pouso de emergência quando colidiu com um caminhão, não resistiu aos ferimentos e morreu no acidente.

A morte de Boechat, aos 66 anos, foi confirmada ao vivo, na Band, pelo apresentador José Luiz Datena

Pela manhã, Boechat havia participado de um evento de um laboratório farmacêutico em Campinas e retornava para o heliponto da Band, no Morumbi, zona oeste de São Paulo, na hora da queda. 

Mais Entretenimento