Topo

"Meu marido era ateu que praticava amor", diz mulher em velório de Boechat

do UOL

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

2019-02-11T22:38:25

11/02/2019 22h38

O velório do apresentador Ricardo Boechat, que morreu nesta segunda-feira (11) após um acidente de helicóptero, foi marcado por muita emoção. 

A mulher do jornalista, Veruska Seibel, chegou à cerimônia, realizada no Museu da Imagem e do Som (MIS),  em São Paulo, acompanhada pelas duas filhas: Valentina, 12, e Catarina, 10

Quem também estava com ela foi Dona Mercedes, mãe de Boechat. "Obrigada pela força", declarou Veruska aos jornalistas.

"Eu quero falar que meu marido era o ateu que praticava o mandamento mais importante, que era do amor ao próximo. Nunca vi alguém se preocupar a ajudar tanto todo mundo. Agora ele é nosso anjinho. Que Deus me ajude com as nossas filhas. Minha ficha ainda não caiu", acrescentou ela, emocionada. 

Os outros filhos de Boechat também compareceram ao velório do pai. Eles chegaram em uma van, mas evitaram conversar com a imprensa.

Por volta das 23h20, o corpo de Ricardo Boechat chegou em um carro do serviço funerário da prefeitura de São Paulo. O caixão foi levado por familiares até o salão onde acontece o velório no MIS.

Estiveram ainda na despedida: o governador do Estado de São Paulo João Doria Jr. Otávio Mesquita, o comediante Carioca, o jornalista Augusto Nunes, entre outros.

Em conversa com a imprensa, João Carlos Saad, presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação, falou em grande perda para o jornalismo brasileiro e citou ainda "coisas inadequadas" que andam acontecendo, como "barragens", "dormitórios" e possivelmente um "helicóptero inadequado". 

"Vai uma graça e um jeito de fazer jornalismo que não vai ter outro", declarou Saad. "Deixou um aprendizado para todos nós. De ser duro sem perder a ironia, sem perder o humor. E cobrar. E acho que, quando a gente acabar de investigar este caso, vamos encontrar um fio condutor entre essas tragédias que vem acontecendo".

Além de famosos e personalidades do mundo político, havia também fãs e curiosos que esperavam a abertura dos portões para a entrada do público.

O velório acontecerá até as 14h desta terça. Em seguida, o corpo será cremado em cerimônia reservada. A Band não informará o cemitério a pedido da família do apresentador.

O acidente

Boechat morreu em acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, por volta do meio-dia desta segunda, quando voltava de uma palestra em Campinas. O piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, que tentava fazer um pouso de emergência quando colidiu com um caminhão, não resistiu aos ferimentos e morreu no acidente.

A morte de Boechat, aos 66 anos, foi confirmada ao vivo, na Band, pelo apresentador José Luiz Datena

Pela manhã, Boechat havia participado de um evento de um laboratório farmacêutico em Campinas e retornava para o heliponto da Band, no Morumbi, zona oeste de São Paulo, na hora da queda. 

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado na primeira versão do texto, João Paulo Diniz, filho mais velho do empresário Abílio Diniz, sobreviveu ao acidente com helicóptero em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, ocorrido em 2001. A informação foi corrigida.

Mais Entretenimento