PUBLICIDADE
Topo

Necessidade de experiência para Série B faz Cruzeiro ir atrás de zagueiro

Zagueiro Marllon não faz parte dos planos de Tiago Nunes no Corinthians e está na mira do Cruzeiro - Marcello Zambrana/AGIF
Zagueiro Marllon não faz parte dos planos de Tiago Nunes no Corinthians e está na mira do Cruzeiro Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
do UOL

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

28/02/2020 04h00

A diretoria do Cruzeiro começou o ano mais preocupada em reforçar o setor ofensivo do time, mas a instabilidade recente da defesa acabou chamando atenção para uma nova carência. Com exceção do veterano Léo, o treinador Adilson Batista tem outros quatro garotos para a posição e pediu a contratação de alguém mais experiente, principalmente, para jogar a Série B. O nome mais próximo de reforçar o clube no mercado da bola é Marllon, hoje sem espaço no Corinthians.

Neste meio de semana, Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Corinthians, sinalizou que as partes estão com conversas em andamento sobre a ida de Marllon para o Cruzeiro. Pedido por Adilson Batista e sem espaço com Tiago Nunes, o zagueiro de 27 anos pode chegar com um contrato de empréstimo até o final do ano com a Raposa.

Além de já apresentar uma maturidade em relação à idade, Marllon também carrega uma bagagem na segunda divisão nacional. Recentemente, o defensor já atuou pelo Atlético-GO (2015 e 2016) na competição, conquistando o acesso e o título há quatro temporadas. Além do time goiano, Marllon jogou em outros clubes tradicionais do futebol brasileiro, passando pelo Flamengo, Santa Cruz e Bahia.

Hoje, somente o veterano Léo, de 32 anos, pode ser considerado experiente o suficiente para encarar os desafios de uma Série B com o Cruzeiro. Cacá, de 20, já mostrou muita personalidade em campo, mas vem apresentando quedas de produção e falhas sucessivas diante de times menores no Campeonato Mineiro e Copa do Brasil. No início do ano, a intenção de Adilson Batista era contar com Manoel (30 anos), mas o defensor acabou emprestado e foi para a Turquia. Sem ele, só restaram garotos recém-promovidos ao time principal, como Edu (19), Arthur (20) e Paulo (18).

Esporte