Topo

Borja e Deyverson abrem 2019 com gols e acirram disputa no Palmeiras

do UOL

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

24/01/2019 04h00

Uma das principais disputas no time titular do Palmeiras terminou o ano passado em aberto e, a julgar pela arrancada da atual temporada, tem tudo para continuar da mesma maneira. Borja e Deyverson são concorrentes diretos pelo posto de centroavante da equipe, e ambos começaram o ano colocando a bola na rede. Bom para Felipão, que tem mantido o sistema de rodízio em 2019 e quer ter sempre os dois em boa forma.

Na estreia alviverde na temporada, no empate por 1 a 1 com o Red Bull, Borja marcou de cabeça, aproveitando um cruzamento certeiro de Gustavo Scarpa. Já na segunda rodada do Campeonato Paulista, Deyverson fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP, chegando antes em um rebote do goleiro após uma falta cobrada por Bruno Henrique.

No ano passado, a disputa entre os dois terminou com Deyverson ligeiramente acima na preferência de Felipão. O camisa 16 teve um segundo semestre superior ao de Borja, foi muito importante na conquista do Campeonato Brasileiro (fez, inclusive, o gol do título contra o Vasco) e acabou sendo escolhido para o duelo decisivo da semifinal da Libertadores contra o Boca Juniors, quando o Palmeiras foi eliminado no Allianz Parque.

Ainda assim, Borja não perdeu prestígio. Apesar de ter rendido mais no primeiro semestre sob o comando de Roger Machado, o colombiano foi o artilheiro da Libertadores e seguiu sendo escalado como titular em quase todos os jogos de mata-mata por Felipão. No primeiro jogo de 2019, com uma equipe teoricamente mais próxima da ideal, o camisa 9 foi novamente o escolhido.

Pelas características de Deyverson, Felipão gosta muito do estilo do centroavante, que combina com sua ideia de jogo: ele briga muito em todos os lances, é bom em disputas aéreas e se esforça sempre para ajudar o time na marcação. Já em relação a Borja, foi comum no ano passado ver o técnico reclamando da falta de empenho sem a bola durante os jogos. Ainda assim, Felipão reconhece a qualidade do colombiano e valoriza seu poder artilheiro.

Ao fazer o gol contra o Botafogo, Deyverson foi até o banco comemorar justamente com Borja, atitude que agradou a Felipão. "Eles não são adversários, estão sempre juntos, conversando, brincando. Acho legal, um bom ambiente de disputa. E é interessante para o Palmeiras, já que um jogou no primeiro jogo e fez o gol, e o outro jogou no segundo e também fez", disse o treinador.

Para a próxima rodada, no domingo (27), contra o São Caetano, Felipão já avisou que Deyverson não joga, por ter atuado os 90 minutos contra o Botafogo-SP. Pode ser uma nova oportunidade para Borja ou então uma chance ao jovem Arthur Cabral, contratado do Ceará e atualmente terceira opção para a posição. Ele não foi inscrito no Campeonato Paulista por enquanto, mas o Palmeiras tem até 1º de março para preencher as três vagas restantes na lista.

Mauro Beting comenta triunfo do Palmeiras: "Vitória justa"

UOL Esporte

Mais Esporte