PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Funcionários da RedeTV voltam, mas decidem manter "estado de greve"

Funcionários da RedeTV em greve na frente da emissora, em Osasco, na semana passada - Arquivo pessoal
Funcionários da RedeTV em greve na frente da emissora, em Osasco, na semana passada Imagem: Arquivo pessoal
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

16/09/2021 09h54Atualizada em 16/09/2021 12h44

Terminou em acordo "temporário" a greve de funcionários da RedeTV, iniciada no final do mês passado.

Em reunião no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), os funcionários concordaram em retomar suas atividades normalmente e a emissora se comprometeu a dar estabilidade (por enquanto) a todos.

Os grevistas deixaram claro que voltaram, mas que a emissora continua deixando de dar os aumentos obrigatórios e que não respeita a Convenção Coletiva de Trabalho.

Outro lado

Em nota, a Rede TV! se pronunciou sobre a decisão e se disse estarrecida com o ato do sindicato.

"Mais uma vez causa estarrecimento que logo após a concordância do estabelecimento de uma cláusula de paz perante o tribunal, o Sindicato se pronuncie junto à imprensa distorcendo a realidade dos fatos, desrespeitando a intenção primordial da sugestão feita pelo TRT- SP, pois ao contrário do que alega o Sindicato não há reajustes obrigatórios e nem descumprimento de convenção coletiva, uma vez que não foi celebrada convenção coletiva entre sindicato patronal e dos radialistas nos últimos anos", informou a Rede TV!.

Todos voltam

Com isso, a assembleia dos funcionários decidiu que "suspenderia" a greve, mas que vai manter o estado de greve.

Ou seja: a paralisação pode ser retomada a qualquer momento, eles seguem mobilizados.

Os funcionários da RedeTV contratados como radialistas reclamam que há pelo menos quatro anos não recebem reajuste.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Entretenimento